rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Acordo do Brexit recebe apoio preliminar do Parlamento britânico
RFI CONVIDA
rss itunes

“Higiene menstrual ainda é tabu”, diz Catarina de Albuquerque

Por Patricia Moribe

Dia 28 de maio é o dia internacional da higiene menstrual. Catarina de Albuquerque, presidente executiva da parceria Saneamento e Água para Todos (SWA), fala sobre a importância de se reservar uma data para falar do assunto.

“Eu sei que se reclama muito de dias internacionais e mundiais, mas essas datas servem para chamar a atenção para assuntos que muitas vezes são escondidos, esquecidos, aos quais o poder político não dá importância e aos quais nós próprios não damos importância”, diz Catarina de Albuquerque.

Ela lembra que a menstruação é um assunto tabu. “Não se fala disso e por isso não são tomadas medidas necessárias”, acrescenta. “Mas meninas e mulheres precisam lidar com isso todos os meses”.

Preconceito e isolamento

Catarina lembra o caso de uma menina no Nepal, que aos 11 anos, assim que menstruou, foi isolada em uma cabana durante 15 dias, sem contato físico, com a comida que era passada por baixo da porta. Ela cita também casos de países na África ou no Pacífico em que por falta de meios para se comprar absorventes, as meninas são mantidas em casa durante o período menstrual. Ou ainda de operárias que também não vão trabalhar nessa época do mês, por não terem acesso a absorventes.

A parceria Saneamento e Água Para Todos (SWA), explica a advogada especializada em direito internacional, tem como objetivo o saneamento, água e higiene para todos. “Para isso, reunimos os diversos atores à volta da mesma mesa, entre governos e parceiros diversos, para sensibilizá-los a esses temas e fazer com que assumam compromissos em escala global e os implementem em escala local em seus países”, explica Catarina de Albuquerque.

 

“Meu trabalho é pela pacificação”, diz pintora brasileira que expõe em Paris

Luiza Brunet diz que “toda mulher é feminista”: “apanhar aos 50 foi gota d’água”

Feira de Frankfurt: “Brasil é o país das impossibilidades”, diz Luiz Ruffato

“Se não tomarmos cuidado, fotografo um mundo em extinção”, diz Sebastião Salgado em Frankfurt

Barbara Paz: Documentário premiado em Veneza é seu “filho-filme” com Babenco

Conferência Internacional [SSEX BBOX] em Paris tem Jean Wyllys e Lea T na programação

Ao canonizar irmã Dulce, papa Francisco promove humanismo, diz biógrafo da religiosa brasileira

Brasil vendia imagem de país cordial, mas sempre foi autoritário, diz Lilia Schwarcz

"Descoberta mudou a física e a astronomia”, diz cientista brasileiro que pesquisou com novo Nobel

“Sucesso do cinema brasileiro não é acidente, foi plantado há vários anos”, diz Karim Ainouz

Da janela de um arranha-céu de Porto Alegre, Rodrigo John filma a “virada histórica” do Brasil de 2013 a 2018

“Desmonte da cultura é um verdadeiro pesadelo no Brasil” diz Julio Bressane, homenageado no Festival de Biarritz

“Surto de desmatamento na Amazônia se explica pela chegada do governo Bolsonaro”, diz cientista do INPA

Documentário sobre greve de caminhoneiros no Brasil é exibido em Paris

"Jacques Chirac vai ser lembrado como um bon vivant", diz escritor Gilles Lapouge

Violência no Brasil é fruto do aparato repressivo herdado da ditadura, diz filósofo Edson Teles

Festival 'Brésil en Mouvements' celebra 15 anos com 11 filmes inéditos e participação da família de Marielle Franco