rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Universidade USP Ranking

Publicado em • Modificado em

USP cai no ranking das melhores universidades do mundo

media
Praça do Relógio, na Universidade de São Paulo Divulgação

A Universidade de São Paulo (USP) caiu no ranking 2017 das melhores universidades do mundo, elaborado pela consultoria chinesa Shanghai Ranking Consultancy, que monitora e avalia, desde 2003, 500 instituições acadêmicas consideradas de ponta.


Mais bem posicionada instituição brasileira, a USP passou em um ano do grupo que inclui as posições de 101 a 150 para o grupo de 151 a 200. A partir do 101° lugar, o ranking divide as universidades em grupos de 50 ou 100, sem especificar a posição exata.

Entre as brasileiras na lista estão ainda a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp), ambas entre 301 e 400, além da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) e a Universidade de Campinas (Unicamp), entre 401 e 500.

As universidades norte-americanas mantêm o domínio do ranking, com Harvard liderando a lista pelo 15º ano consecutivo, seguida de Stanford.

Em nota, a consultoria informa que, entre os indicadores considerados na comparação, estão alunos e professores ganhadores do prêmio Nobel ou de medalhas em suas respectivas áreas, além de artigos publicados nas revistas "Nature" e "Science".

Cambridge e MIT sobem no ranking

A Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) subiram posições, ocupando o terceiro e o quarto lugares respectivamente, empurrando a Universidade da Califórnia-Berkeley para o quinto lugar.

Princeton, Oxford, Columbia, California Institute of Technology e Chicago completam o "top 10".

Em 48º, a chinesa Tsinghua University integra pela primeira vez a lista das 50 principais universidades do mundo nesse ranking.

A instituição asiática mais bem colocada continua sendo a Tokyo University (24º), embora tenha perdido quatro posições. Na Europa, a melhor colocação é do Swiss Federal Institute of Technology, que fica em Zurique (19º).

A França tem 20 universidades no ranking, sendo a mais bem colocada a Pierre et Marie Curie, no 40° lugar.

A lista já foi alvo de críticas por privilegiar o campo de exatas em detrimento da área de humanas.