rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Fotografia Museu Violência

Publicado em • Modificado em

Foto polêmica de Cristo no xixi atacada por católico em Avignon

media
O fotógrafo Andres Serrano ao lado da obra danificada "Immersion - Piss Christ". Divulgação

A obra do artista norte-americano Andres Serrano chamada "Immersion (Piss Christ)" já vinha causando polêmica por mostrar um crucifixo mergulhado em um recipiente com urina. Lideranças e associações católicas pediram para a obra ser retirada do Museu de Arte Contemporânea da cidade e, na tarde de domingo, ela foi parcialmente destruída às marteladas.  


"Je crois aux miracles" (Eu acredito em milagres, em tradução livre) é o nome da mostra no museu contemporâneo de Avignon, que celebra os dez anos da Coleção Lambert, criada pelo colecionador francês Yves Lambert. Nesta exposição, o fotógrafo Andres Serrano participa com dois trabalhos: o polêmico "Immersion", datado de 1987, e "The Church" (A Igreja, em tradução livre), de 1990.

Na semana passada, escandalizado, o bispo de Avignon, Jean-Pierre Cattenoz, pediu aos curadores da mostra que retirassem a obra. "Diante do lado odioso desta imagem, todos os católicos serão atingidos no mais profundo de sua fé", disse o bispo. Outra voz se uniu ao coro, desta vez foi o Instituto Civitas, de católicos radicais, que lançou uma petição contra a obra que arrecadou 500 mil assinaturas.

Na tarde de domingo, dois homens suspeitos, de religião católica, foram revistados no museu. Eles estavam com sprays de tintas e ferramentas. Ao serem detidos, um terceiro católico aproveitou e danificou duas obras do fotógrafo com um martelo. Depois de brigarem com os seguranças, todos conseguiram fugir.

O jornal francês Le Monde datado de 19 de abril publica um artigo em que investiga quem são estes católicos integristas que vandalizaram as obras do fotógrafo e lembra que o vandalismo religioso é uma constante na história.

Esta não foi a primeira vez que a criação mais famosa do artista de Nova York é alvo de ataques. Em outubro de 2007, diversos trabalhos seus foram danificados em uma galeria de arte na Suécia por um grupo que se reivindicou de extrema-direita.

A exposição "Je crois aux miracles" está no Museu de Arte Contemporânea de Avigon até o dia 8 de maio deste ano.