rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Artes Plásticas Centro Georges Pompidou Exposição Salvador Dalí Surrealismo

Publicado em • Modificado em

Centro Pompidou de Paris abre retrospectiva histórica de Salvador Dali

media
Visitante admira a sala Mae West, obra de Salvador Dalí, no Centro Georges Pompidou, em Paris. REUTERS/Benoit Tessier

Em Paris, o Centro Cultural Georges Pompidou, também conhecido como Beaubourg, abre hoje ao público uma grande retrospectiva do mestre absoluto do surrealismo, Salvador Dalí. Os admiradores do mais excêntrico entre os excêntricos terão a oportunidade de passar horas na exposição, que reúne obras de coleções particulares e de museus do mundo inteiro.  


A entrada da exposição já dá o tom do universo que espera pelos visitantes: um ovo gigante com a foto do artista catalão em posição fetal. Trinta e três anos depois da primeira retrospectiva dedicada a ele na França, que atraiu quase 850 mil visitantes, o Centro Georges Pompidou oferece novamente uma mega exposição com 200 obras, enfocando as diversas faces do pintor. O curador da exposição, Jean-Humbert Martin, informa que a mostra capta os diversos talentos de Salvador Dali, "ele não era apenas um pintor e um escultor genial, como se autodefinia, mas também se interessava por cinema, teatro e até ciências". Pela primeira vez, o lado "performer" também é valorizado em algumas obras efêmeras.

Entre as 120 pinturas expostas, encontramos quadros célébres como o "O Grande Masturbador", de 1929, onde são expressas as angústias sexuais do artista, e "A persistência da Memória", de 1931, com os famosos relógios moles, criados depois que Dalí comeu um queijo camembert.

Mestre das imagens duplas - dentro de uma cena descobre-se uma outra - Dalí também terá expostos objetos surrealistas míticos como o famoso "Telefone Afrodisíaco", com uma lagosta, ou ainda o "Busto de Mulher Retrospectivo", em que uma mulher tem uma espiga de milho em volta do pescoço e a cabeça penteada com uma baguete de pão; pode-se encontrar diversos figurinos representando o "Angelus", de Millet, um dos temas preferidos do artista.

A atriz norte-americana Mae West, que brilhou nos anos 20, virou uma grande instalação pelas mãos do criador, que transformou seus traços em elementos de mobiliário. O famoso sofá vermelho em forma de boca, por exemplo,  foi inspirado nos lábios carnudos da estrela.

Livros, manuscritos, filmes e fotos complementam a espetacular exposição, que poderá ser vista até o dia 25 de março de 2013.

Salvador Dalí nasceu em 1904 e morreu em 1989 em Figueras, na Espanha.