rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Agenda Europa
rss itunes

Pierre Cardin abre museu em Paris e Madri ganha espaço para pinturas barrocas

Por Silvano Mendes

A inauguração do Museu Carlos de Amberes, em Madri, e do novo museu do estilista Pierre Cardin, em Paris, são os principais destaques do Agenda Europa desta semana. O giro cultural pelo velho continente continua na França, com a “mulher barbada” Conchita Wurst, que canta no Crazy Horse.

Depois da abertura, na semana passada, do Museu Judeu de Varsóvia, na Polônia, a Europa ganha mais duas instituições culturais. A primeira delas é o Museu Carlos de Amberes, especializado nos grandes mestres da pintura flamenga e holandesa dos séculos 16 e 17, inaugurado esta semana em Madri com a presença do rei da Espanha, Felipe VI.

O projeto era um sonho do próprio Carlos de Amberes, um rico flamengo que doou toda sua fortuna para a criação de uma fundação, em 1594. Nessa época, nomes como o dos pintores Rubens, Van Dyck e Brueghel construíram suas carreiras e entraram para a história da arte. A nova instituição vai expor boa parte das obras destes mestres, algumas delas cedidas por outros museus espanhóis, como o Prado. 

A moda do futuro

Outro projeto que deve atrair muita gente é o novo museu de Pierre Cardin, que abre suas portas na próxima quinta-feira (13). Batizado de “Passado-Presente-Futuro”, o espaço vai relembrar a trajetória de um estilista que marcou a história da moda, principalmente nos anos 60. Afinal, ele foi um dos poucos, junto com Courrèges e Paco Rabane, a adotar a tendência “retro-futurista”, se inspirando em viagens espaciais e ficção científica.

Essa não é a primeira vez que Cardin tenta criar seu próprio museu. Em 2006 um espaço foi aberto em um galpão em Saint-Ouen, na periferia de Paris, mas, certamente por causa da localização, o projeto não vingou. Agora, aos 92 anos de idade, o costureiro conta com um local de 2.000 m², no bairro histórico do Marais, onde cerca de 200 de suas criações, além de móveis que inspiraram sua obra, serão expostos.

Conchita Wurst no Crazy Horse

Depois de conquistar os europeus ao vencer a edição 2014 do Eurovision, concurso de música popular assistido a cada ano mais de 120 milhões de telespectadores, o artista austríaco Conchita Wurst fará vários shows no Crazy Horse, um dos cabarés mais tradicionais de Paris. Conhecido por seu estilo erótico-glamour, o local está acostumado a ter convidados especiais em seu palco. Nomes como Dita Von Teese ou Pamela Anderson já integraram o show, mas esta é a primeira vez que uma atração que brinca com os gêneros se apresenta. Basta saber agora se os turistas, que representam boa parte da clientela do cabaré, vão aderir ao conceito da “mulher barbada”, como Conchita é chamada pela imprensa.

Paris inaugura primeiro centro de arte digital com exposição de pintores austríacos

Greves na França levantam debate sobre privatização do sistema ferroviário europeu

Imprensa europeia dá crédito a Lula pelas conquistas sociais que promoveu no Brasil

Macron vai na contramão da Europa com escola obrigatória a partir dos 3 anos de idade

Franceses debatem mudanças na lei de bioética e maioria aprova barriga de aluguel

Paris terá marcha e vigília no fim de semana em homenagem a Marielle Franco

Governo francês multiplica ações para favorecer a igualdade de gênero

França vai estipular em 15 anos idade mínima legal para relação sexual

França também celebra carnaval, com polêmica racista e medo de terrorismo

Rio Sena transborda e museus de Paris fecham salas para proteger obras de arte

Catherine Millet diz que adversárias feministas exageram na indignação