rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Cultura
rss itunes

Maria Bethânia é homenageada em festival de cinema brasileiro de Paris

Por Patricia Moribe

Com uma homenagem especial a Maria Bethânia, começa em Paris o festival de cinema brasileiro de Paris. Outro tema em destaque são as adaptações literárias para a tela. O evento traz também um apanhado de produções recentes, entre ficções, curtas e documentários.

Maria Bethânia está presente em documentários de três fases diferentes de sua carreira. “Bethânia bem de perto” (1966), de Eduardo Escorel e Júlio Bressane, apresenta uma jovem artista promissora, dinâmica e genial.

“Os Doces Bárbaros” (1977), de Jom Tob Azulay, é a celebração de dez anos de carreira de um quarteto baiano fabuloso, formado por Bethânia, Gil, Gal e Caetano. Já em “O vento lá fora” (2014), de Márcio Debellian, a diva da MPB recita Fernando Pessoa, ao lado de Cleonice Berardinelli.

Livros e tela

Aproveitando a presença forte do Brasil no último Salão do Livro de Paris, o festival de cinema brasileiro traz oito adaptações literárias para as telas de cinema: “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, “Romance da Empregada”, “Lição de Amor”, “Lavoura Arcaica”, “Vidas Secas”, “O Beijo da Mulher Aranha”, “Capitães de Areia” e “Meu Pé de Laranja Lima”.

O ator José de Abreu faz o Portuga da adaptação do romance de José Mauro de Vasconcelos, de 2012, por Marcos Bernstein. Em entrevista exclusiva à RFI, ele conta que não leu o livro quando era jovem. “Eu tinha complexo de vira-lata, não gostava de nada que fizesse sucesso”.

Mas José de Abreu revela que o romance sobre o garoto Zezé era um sucesso de vendas quando ele tinha uma livraria nos tempos de faculdade. “Acabei lendo e até cruzei com o José Mauro de Vasconcelos em uma pousada no litoral paulista, quando eu me escondia do Dops e ele escrevia algum novo romance”.

O festival de cinema brasileiro também apresenta uma série de filmes ainda inéditos no circuito francês, entre longas, documentários e curtas. As sessões, com presença de artistas e realizadores, acontecem no cine Arlequin, de Paris, até o dia 14 de abril.
 

Cena de "Meu Pé de Laranja Lima". Divulgação

Filme holandês de 1971 desbrava Brasil profundo com Jofre Soares e Ana Maria Miranda

Coreógrafa francesa Maguy Marin prepara bailarinos da Escola da Maré para espetáculos na França

Tragédia no Mediterrâneo é tema de peça de Christiane Jatahy em Paris

Protestos contra assédio marcam festival independente de música feminina na França

Detentas ganham visibilidade em exposição de fotos em castelo francês

Rock, electro, punk, rap: conheça os artistas que estão fazendo vibrar a cena musical na França

Peça "Apareceu a Margarida", marco contra a ditadura brasileira, faz sucesso há 40 anos na França

Women House: Exposição em Paris destrói estereótipos da mulher “do lar”