rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Agenda Europa
rss itunes

Na Bélgica, americano Brian Calvin mostra obra crítica à selfie

Por Leticia Constant

Nesta semana a nossa balada cultural começa pela Bélgica com uma espécie de "Modigliani moderno". Em seguida o destino é a Suíça e a avant-garde russa do início do século XX e depois Estrasburgo, onde dançarinos fazem teatro e vice-versa. No final, a nova  viagem musical do mundialmente famoso Jean-Michel Jarre, depois de oito anos de silêncio.

 

Telas do grupo de artistas russos que inspiraram o cubismo e o futurismo. Fondation Beyeler

Há cem anos a vanguarda russa nascia na cidade de Petrograd, que hoje é São Petersburgo, quando um grupo de 14 artistas, 7 homens e 7 mulheres, organizaram uma exposição que iria fundar as bases de um dos movimentos mais importantes da arte moderna.

Só para dar dois exemplos, foi quando o pintor Kasimir Malevitch mostrou pela primeira vez o seu famoso Quadrado Negro, que se tornou um verdadeiro ícone da arte abstrata. E Vladimir Tatline também expunha uma escultura abstrata, sem base e feita a partir de materiais reciclados. E são pérolas desse movimento, que influenciou diretamente o cubismo e o futurismo, que a Fundação Beyeler, na cidade suíça da Basileia, está apresentando.

Pela primeira vez em um século foi reunida a maioria das obras ainda existentes, reconstituindo-se um momento histórico único com trabalhos de museus do mundo inteiro. Em paralelo, está sendo exibida a mostra "Black Sun", com obras atuais nos campos da pintura, escultura, instalações e filmes, que tiveram a influência do "Quadrado negro" de Malevitch.

Até 10 de janeiro de 2016, na Fundação Beyeler, na Basileia.

Selfies, ego etc...

As redes sociais e o narcisismo exuberante e doentio que elas desencadeiam são a matéria-prima do pintor

Vanishing Point, 2013, Brian Calvin courtesy of the artist and Anton Kern Gallery, New York

norte-americano Brian Calvin. No Mu.ZEE, que fica na cidade belga de Ostende, a mostra "The End of Messages" apresenta dezenas de pinturas do artista, com sua marca registrada: figuras jovens, luminosas, coloridas, que parecem que vão sair das telas, com expressões estranhas que parecem refletir um certo mal estar por serem super expostas.

Temos a impressão que as imagens estão sendo observadas por um anônimo, ou por todo mundo, já que estamos no universo das redes sociais, transmitindo uma certa apatia estética, que lembra os portraits do italiano Modigliani. A cultura do selfie é tratada com distanciamento e sem ter necessariamente algo de concreto a transmitir. Como diz a crítica de arte Anne Prentnieks, Calvin retrata "a epidemia do egocentrismo", com rostos de grandes dimensões que escondem todas as emoções.

Distantes, curiosas, quase glaciais, as telas de "Brian Calvin - The End of Messages" podem ser vistas de 24 de outubro a 17 de janeiro do ano que vem no Mu.Zee, na Bélgica.

Dançando contra o sistema

Corpos que se expressam e se rebelam no espetáculo "CommunExtase" La Zouze/DR

Uma companhia de dança envolve a comunidade e o êxtase do movimento. Daí o nome da nova obra "CommunExtase", do coreógrafo francês Christophe Haleb, que está sendo apresentada em Estrasburgo por sua companhia La Zouze, baseada em Marselha.

Quatro corpos - três homens e uma mulher - movimentam-se sem parar, se tocam, se expõem e se expressam de forma múltipla, extrapolando a linguagem dos gestos, dizendo palavras, fazendo sons, sob fundo de projeções de vídeo que refletem pensamentos e memórias...

Elegantemente anárquico, o balé se compõe de pessoas à flor da pele em relação ao sistema, rompendo regras, explodindo os limites do pessoal e do coletivo, capturando a essência da vida em estado bruto.

Em novembro, no Espaço Polo Sul, em Estrasburgo.

Electronica

Terminamos nossa agenda cultural com o novo álbum do francês Jean-Michel Jarre que, aos 67 anos e com 50 milhões de discos vendidos, lançou nesta semana o "Electronica 1 - The Time Machine", com a participação de músicos que o influenciaram e que foram influenciados por ele, desde Peter Townsend e John Carpenter ao Massive Attack, Air, o pianista clássico Lang Lang e a mítica Laurie Anderson.

Curtam o vídeo de Jean-Michel Jarre apresentando seu novo álbum "Electronica 1 - The Time Machine"

 

 

 

Mais de 10 mil pessoas foram multadas após jogar bituca de cigarro nas ruas de Paris

Famílias francesas têm menos filhos e mais mulheres sozinhas no comando

Políticos franceses não podem mais contratar familiares, mas primeira-dama ganha cargo oficial

Bailes populares e striptease de bombeiros são tradição na festa nacional francesa

Prefeitura de Paris vai lançar marca própria de cerveja produzida em parque da cidade

França inaugura linha de trem ultrarrápida entre Paris e região vinícola de Bordeaux

Crise migratória na Europa é tema de filmes no 70° Festival de Cannes