rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Cultura
rss itunes

Exposição destaca a contracultura francesa das décadas de 70 e 80

Por Daniella Franco

Uma exposição em cartaz no espaço Maison Rouge, em Paris, faz uma retrospectiva dos movimentos artísticos e sociais franceses da geração pós-Maio de 1968. "O Espírito Francês - Contraculturas 1969 a 1989" questiona os valores tradicionais da cultura francesa considerada "oficial" e destaca uma identidade lado B do país - naquela época mais insolente e subversivo.

A mostra, que se divide em 11 percursos, exibe mais de 700 obras e documentos de cerca de 60 artistas, transitando por temas como educação, sexo, política, cultura. A exposição é regada pelo espírito cáustico de uma geração movida a profundas transformações da sociedade e por ícones vanguardistas que incentivavam os franceses a transgredir, como o músico Serge Gainsbourg, o humorista Coluche, a atriz e cantora Marie France, os jornalistas das revistas Hara-Kiri e Charlie Hebdo e os artistas do coletivo Bazooka.

Rock, electro, punk, rap: conheça os artistas que estão fazendo vibrar a cena musical na França

Peça "Apareceu a Margarida", marco contra a ditadura brasileira, faz sucesso há 40 anos na França

Women House: Exposição em Paris destrói estereótipos da mulher “do lar”

Árpád Schilling encena desencanto e ruptura em “perfomance dos Bálcãs”

Mega exposição em Paris homenageia Barbara, ícone da chanson française

Exposição em Paris recupera 2 mil anos de presença cristã no Oriente, apesar da perseguição

Filmes brasileiros concorrem em várias categorias no festival de cinema de Biarritz

Exposição em Paris celebra 40 anos da morte de Maria Callas, "la diva"

“Fotografia não é função masculina, é humana”, diz fotógrafa de guerra

Antigo prédio ocupado no centro de Paris vira polo artístico internacional

Grupo carioca apresenta releitura de "Alice no País das Maravilhas" em Edimburgo