rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Rosivaldo Cordeiro propõe parceria artística entre França e Amazonas

Por Patricia Moribe

Ele toca de tudo: cavaquinho, pandeiro, bandolim e violão de 6, 7 cordas. Dá aulas. Compõe. Arranja. Produz. Faz shows. Divulga seus álbuns. E agora Rosivaldo Cordeiro está à frente de um projeto de parceria multicultural entre a França e seu estado natal, o Amazonas.

O objetivo do programa é um intercâmbio entre artistas amazonenses e franceses, através de uma feira multicultural com calendário fixo. A primeira data já está marcada, vai ser no mítico Teatro Amazonas, no dia 8 de setembro de 2017.

“Houve a vontade de diminuir as distâncias, além do mais Manaus teve uma relação muito estreita com Paris durante a belle époque”, conta Rosivaldo Cordeiro. O evento vai ter participação de vários artistas franceses e da Orquestra de Câmara do Amazonas.

A primeira temporada do artista na França foi há 21 anos, junto com o sucesso do grupo Carrapicho com a música Tic, Tic, Tac, do qual Rosivaldo fazia parte. Agora ele se instala em solo francês inclusive com um visto especial de “competência e renome internacional”, com o qual pode trabalhar e desenvolver seus projetos.

Rosivaldo Cordeiro está divulgando vários álbuns paralelamente. Com “Guitarreiro”, ele resgata mestres da chamada guitarrada amazonense. Já “Le Bateau des Rêves” traz a participação da cantora franco-portuguesa Madalena Trabuco. E “Rivières” (Rios) é uma espécie de pororoca musical, marcando o encontro entre o Amazonas de Cordeiro com o Sena do cavaquinhista, baixista e guitarrista francês Jef Calmard.

Para saber mais sobre os projetos de Rosivaldo Cordeiro, clique no vídeo abaixo:

"Cinema precisa rever seus privilégios no Brasil de hoje", diz Marcelo Caetano

“Escrever já é uma resistência”, defende poeta Ana Elisa Ribeiro em Paris

Brasileiro Lucas Guimaraens é curador convidado da Bienal de Poetas na França

"Clarice Lispector é única não só no Brasil, mas no mundo também", diz biógrafo Benjamin Moser

Cláudio Edinger participa da feira Paris Photo com imagens de "Machina Mundi"

“Produzimos 45% de toda a proteína do Brasil sem desmatar”, diz governador do Mato Grosso na China

“Villa-Lobos leva o europeu a se interessar por outros compositores brasileiros”, diz Paulo Meirelles

Brasília se cala sobre a responsabilidade da Samarco na tragédia de Mariana, diz promotor

“Fotos brasileiras interessam cada vez mais mercado da arte”, diz curador em Paris

“Nunca morreram tantas pessoas assassinadas no Brasil”, diz pesquisador

Izabella Borges: "existe uma lenda que literatura brasileira não vende na França"

“Não existe salvador da pátria”, afirma prefeito do PSDB em visita a Paris