rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Nobel de literatura Cultura Literatura

Publicado em • Modificado em

Escritor britânico Kazuo Ishiguro vence Prêmio Nobel de Literatura

media
O autor britânico de origem japonesa Kazuo Ishiguro foi o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. REUTERS/Mike Segar/File Photo

O autor britânico de origem japonesa Kazuo Ishiguro, de 62 anos, conhecido por romances como "Não me abandone jamais" e "Os Vestígios do Dia", foi anunciado pela Academia Sueca nesta quinta-feira (5) como o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2017. 


Em seu anúncio, a academia disse que Ishiguro "revelou em romances de grande força emocional o abismo que existe por trás da ilusão que temos de nossa relação com o mundo".  "Se combinarmos Jane Austen e Kafka temos Kazuo Ishiguro", afirmou a secretária da Academia Sueca, Sara Danius.

Entre os assuntos preferidos do escritor estão as lembranças, o tempo e as ilusões. No total, ele publicou sete romances, além de ensaios e contos. 

Três de suas obras foram adaptadas para o cinema. "Os Vestígios do Dia" chegou às telonas em 1993, sob a direção de James Ivory e protagonizado por Anthony Hopkins e Emma Thompson. Depois foi a vez de "A Condessa Branca", em 2005, de James Ivory, com Ralph Fiennes, Natasha Richardson e Vanessa Redgrave. "Não me abandone jamais", em 2010, teve a direção de Mark Romanek e estrelou Keira Knightley, Carey Mulligan e Andrew Garfield. 

Nascimento no Japão, vida na Inglaterra

Nascido no Japão, Ishiguro partiu com a família para a Inglaterra, aos seis anos. Antes de entrar na universidade, ele realizou uma viagem aos Estados Unidos e ao Canadá, onde, através de um diário, realizou sua primeira experiência como escritor. 

De volta à Inglaterra, começou seus estudos na universidade de Kent, onde se graduou em Literatura e Filosofia. Em 1980, recebeu um diploma de mestrado em Criação Literária na universidade de East Anglia. 

Dois anos depois, obteve a cidadania britânica, o que foi determinante para sua vida profissional. A língua inglesa tornou-se, para ele, sua mais profunda forma de expressão. O primeiro romance, "Uma Pálida Visão dos Montes", de 1982, chamou a atenção da crítica e foi premiado pela prestigiosa Royal Society of Literature. 

Nobel aguardado, depois de Bob Dylan 

Depois do prêmio para Bob Dylan no ano passado - que gerou entusiasmo por parte de seus fãs e decepção por parte da classe literária -, o anúncio do vencedor deste ano era muito aguardado pela crítica, que não aceitou a atribuição do Nobel ao músico americano.

Com o prêmio, Kazuo Ishiguro confirma a esmagadora dominação de escritores anglófonos no Nobel. No total, entre 114 laureados desde 1901, 29 laureados são de língua inglesa, contra 14 de língua francesa. Nenhum escritor brasileiro recebeu o prêmio. De língua portuguesa, o único representante é José Saramago, que obteve a recompensa em 1998. 

Os laureados homens também são maioria: no total, 100 escritores do sexo masculino receberam o Nobel da Literatura, contra apenas 14 mulheres.