rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

“Na diáspora, escrever é um exercício diário de volta à nossa cultura”, diz Sônia Palma, autora radicada na Inglaterra

Por Mauricio Assumpção

Em outubro passado, a cidade de João Pessoa, na Paraíba, recebeu o primeiro encontro do Mulherio das Letras, o coletivo de mulheres autoras, editoras e profissionais do mercado editorial brasileiro, que já conta com 5 mil membras. Neste sábado (25), a seção europeia do Mulherio realiza o seu primeiro encontro em Paris, reunindo nove escritoras radicadas na Europa. No estúdio da RFI, recebemos a autora Sônia Palma.

As descobertas de Amana nas matas de Utiariti é o nome da obra infanto-juvenil de Sônia Palma, que mora na Inglaterra há quatro anos.

Publicado em 2014, numa edição bilíngue (português/inglês), o livro surgiu a partir da experiência de trabalho da autora com indígenas do Mato Grosso, quando fazia um mestrado em Educação Ambiental nas aldeias do Parque Indígena do Xingu.

Agora, Sônia milita pela maior visibilidade das autoras brasileiras do Mulherio das Letras na Europa, com mais de 150 membras reunidas na sua página no Facebook. São mulheres que, como ela, enfrentam não só as dificuldades impostas às mulheres que querem escrever, mas também a solidão do exílio.

“Eu não me considero uma escritora. Eu me considero uma mulher, vivendo na diáspora, e que escreve na diáspora. Isso é muito complicado. Eu vivo numa cidade onde não há outros brasileiros. Sou a única brasileira de uma cidade muito pequena. Logo, eu só tenho amigos ingleses com quem conversar. Escrever (em português) é um exercício diário de volta à minha cultura”, explica Sônia.

Clique no box abaixo para assistir à entrevista completa da escritora Sônia Palma.

 

"Podemos nos afogar nas paisagens brasileiras", diz pintora francesa Guillaine Querrien

"O Brasil pode competir de igual para igual com os maiores ecossistemas de inovação do mundo", diz empreendedor brasileiro

"Há uma grande correlação entre música erudita e popular", diz cantora Rany Boechat

“Há um projeto de destruição do ensino superior público no Brasil”, denuncia professora da UERJ

Tite destaca lado humano de Neymar e diz: "Tem visibilidade grande, muitas vezes vão invejar, falar mal"

"Transformamos a China de concorrente a mercado para nossos calçados", conta Roberta Ramos

Pesquisadora traça paralelo entre os períodos pré-64 e pré-impeachment de Dilma

“Cinema independente tem mais espaço para produção de mulheres”, diz pesquisadora da Sorbonne

"É fundamental que Lula seja candidato em 2018", diz Bresser Pereira, ex-ministro de FHC

“Brasil produz mais de 400 tipos de queijos”, revela a chef Roberta Sudbrack

"Catequismo da luta anticorrupção estimula protagonismo do Judiciário no Brasil", diz especialista

“Nós vendamos o público para tentar curá-lo da cegueira do Outro”, diz encenador de Cidade Cega

"Cinema precisa rever seus privilégios no Brasil de hoje", diz Marcelo Caetano

“Escrever já é uma resistência”, defende poeta Ana Elisa Ribeiro em Paris

Brasileiro Lucas Guimaraens é curador convidado da Bienal de Poetas na França

"Clarice Lispector é única não só no Brasil, mas no mundo também", diz biógrafo Benjamin Moser