rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • França sugere que migrantes do navio Aquarius desembarquem em Malta

Cultura Cinema Festival de Cannes assédio sexual Cannes 2018

Publicado em • Modificado em

Cate Blanchett será a presidente do júri do Festival de Cannes 2018

media
A atriz Cate Blanchett será a presidente do júri do Festival de Cannes de 2018, anunciaram nesta quinta-feira (4) os organizadores do evento.. REUTERS/Satish Kumar

A atriz australiana Cate Blanchett será a presidente do júri do Festival de Cannes de 2018. A escolha, anunciada na manhã desta quinta-feira (4), mostra o desejo dos organizadores do evento de apoiar o combate contra o assédio sexual no cinema, revelado pelo escândalo Weinstein.


Cate Blanchett, de 48 anos, foi uma das primeiras celebridades a tomar posição contra o poderoso produtor de Hollywood, acusado desde outubro do ano passado de agressão sexual por centenas de mulheres. Engajada, mas também talentosa, a atriz, vencedora de dois Oscars, será a 12ª mulher a presidir o Festival de Cannes. Ela sucede na presidência do júri o cineasta espanhol Pedro Almodóvar.

Cate Blanchett celebrou em um comunicado sua nomeação e a importância do festival. "Venho há anos a Cannes como atriz e produtora. Mas nunca tinha tido a oportunidade de participar do evento apenas pelo prazer de assistir ao grande número de filmes que apresenta o festival", escreveu. Os organizadores elogiaram a atriz "rara e singular, cujo talento e as convicções intrigam tanto no cinema quanto no teatro. Ela promete ser uma presidente do júri engajada, envolvente e uma espectadora generosa".

Engajamento contra assédio sexual

Em outubro de 2017, logo após a revelação do escândalo Weinstein, a atriz aproveitou a cerimônia do InStyle Awards, em Los Angeles, para denunciar o assédio sexual no cinema. "Nós todos gostamos de ser sexy, mais isso não quer dizer que queremos transar com vocês", declarou. Em um programa de televisão, ela voltou ao ataque e apoiou todas as mulheres que tiveram a coragem de denunciar os abusos que sofreram.

Cate Blanchett acba de lançar, ao lado de outras atrizes famosas como Natalie Portman e Meryl Streep, a fundação "Time"s Up" (O tempo acabou!). O projeto visa apoiar financeiramente homens e mulheres vítimas de assédio sexual no trabalho. A fundação já arrecadou US$ 13 dos US$15 milhões de dólares necessários para o seu funcionamento.

Carreira

O primeiro prêmio importante de sua carreira foi em 2005, quando ela ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por sua atuação no filme "The Aviator" (O Aviador), de Martin Scorsese. Em 2007, ela foi escolhida a melhor atriz no Festival de Veneza por sua incrível interpretação de Bob Dylan, no longa "I'm not There", de Todd Haynes. Mas foi com seu papel em "Blue Jasmine", de Woody Allen", que ela conquistou, em 2014, a estatueta de maior prestígio: o Oscar de melhor atriz.

Cate Blanchett participa tanto de grandes produções quanto de filmes independentes. Ela já trabalhou com os maiores cineastas contemporâneos e volta às telas em breve no primeiro episódio da saga "Oceans's 8" sobre uma quadrilha de mulheres.

O Festival de Cannes 2018 acontece de 8 a 19 de maio.