rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Balé Suíça Brasil Dança

Publicado em • Modificado em

Bailarina de Goiânia ganha dois prêmios em concurso na Suíça

media
Carolyne Galvão, de Goiânia, vencedora de dois prêmios em Lausanne, Suíça. Prix de Lausanne 2018 ©GregoryBatardon

Carolyne de Freitas Galvão, 17 anos, acaba de ganhar dois prêmios no prestigiado concurso internacional de balé de Lausanne, na Suiça.


A dançarina de Goiânia, aluna do Instituto Tecnológico de Goiás – Basileu França, foi contemplada com uma das oito bolsas para um ano entre as 72 escolas e companhias parceiras ao redor do mundo. Além disso, ela levou o prêmio do público. “Isso é muito importante para mim, saber que as pessoas gostaram de mim”, declarou a jovem bailarina à RFI Brasil, neste domingo (4).

Carolyne veio a Lausanne pela segunda vez; a primeira foi há dois anos, quando tinha apenas 15 anos. Desta vez ela dançou trechos de “Grand Pas Classique”, de Victor Gsovsky, do balé tradicional, e “Chroma”, coreografia contemporânea de Wayne McGregor. Mas o sonho da jovem bailarina, entre os clássicos, é dançar o papel principal de "Don Quixote" ou "Lago dos Cisnes".

O prêmio da bolsa vai permitir que Carolyne estude durante um ano em uma das 72 escolas e companhias associadas ao concurso. “Todas as despesas serão pagas durante um ano, é como um patrocínio. Estou em dúvida entre o English National Ballet e o Boston Ballet”, explica a dançarina. “Este concurso é muito importante, ele abre as portas do mundo inteiro”, acrescenta.  

Criado em 1973, o Prix de Lausanne é um concurso internacional anual para jovens com idades entre 14 e 19 anos. O objetivo é descobrir, promover e ajudar os melhores talentos nessa faixa etária. Este ano, 74 jovens bailarinos participaram da competição, incluindo três do Brasil.