rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Filme sobre Rio antes dos Jogos mostra resistência de comunidade

Por Patricia Moribe

“Mormaço” é um dos filmes brasileiros em competição de longa-metragem no Cinélatino, que acontece em Toulouse, no sudoeste da França. O filme é dirigido por Marina Meliande e tem como atriz principal, Marina Provenzano, ambas carioca.

O longa fala sobre a resistência de uma comunidade ameaçada de remoção na preparação dos Jogos Olímpicos de 2016. “A Vila Autódromo existe de verdade e fica ao lado do antigo circuito de Jacarepaguá, que viria a ser a Vila Olímpica. Mas a comunidade, que tem direito da terra, não estava nos planos originais de remoção, mas a prefeitura queria aproveitar para maquiar a área, construir um parque”, conta Marina Meliande.

Marina Provenzano faz Ana, promotora pública empenhada na defesa dos moradores da área. “Já na fase de testes e depois sabendo um pouco mais, fiquei muito encantada com o roteiro. E logo comecei a visitar a comunidade junto com a equipe. Como todo mundo envolvido no projeto, todos estavam se sentindo sem lugar na cidade, claro que de formas diferentes”, diz a atriz.

O filme parece um triste prenúncio dos tempos sombrios que vive a cidade hoje. “O filme fala bastante do início de um processo, o Estado entrou em falência logo após a olimpíada”, relata a diretora. “Muitos investimentos para esses grandes eventos, sejam os jogos, seja a Copa, para construir a imagem de uma cidade bem sucedida, ‘commodity’”, continua. “E o caso Marielle é emblemático sobre como a gente está se sentindo ameaçada quando se fala em questões de direitos humanos”, completa Meliande.

Marina Provenzano, que agora mora em Amsterdã, na Holanda, conta que há um interesse a respeito da situação no Brasil, pois é uma situação vista como muito abstrata. “Estamos no centro da produção de informações, há questões vindo do mundo todo, tem a Síria, por exemplo. Você pensa que a questão do seu país é a maior do mundo, mas cruza outras pessoas vindas de lugares pegando fogo também.

 

Cineasta Lúcia Verissimo defende a importância da preservação da memória de um país

“Diálogo com a criança é extremamente importante”, diz autora de livro infantil sobre câncer de mama

"Crianças francesas vão adorar ver Neymar numa situação tão humana e próxima deles", diz tradutora dos quadrinhos 'As aventuras de Neymar Jr'

Romain Vicari, artista plástico franco-brasileiro, expõe "bumerangue cultural" em Paris

“Aquecimento global é desafio do presente e do futuro para a produção de vinho”, diz enóloga brasileira à frente da OIV

“A ditadura não resiste à música”, afirma compositor multi-instrumentista Hermeto Pascoal

Avignon: “As crianças entendem tudo”, diz Miguel Fragata, diretor de peça infantil sobre refugiados

Decisão de Favreto sobre libertação de Lula deveria ter sido cumprida, dizem juristas ouvidos pela RFI

Sonho, rito e alteridade: ritual xavante inspira solo de brasileira em Montpellier Danse

Teatro do Oprimido de Paris remonta peça de Boal e questiona Brasil atual

"A seleção da França é quase toda afro-francesa", diz Gilberto Gil em Paris

Eleição presidencial no México tem semelhanças com Brasil, diz embaixador Rubens Barbosa

Vencedor do Prêmio Icatu, maestro brasileiro estreia em Paris novo sistema musical que homenageia Bach

“A música brasileira é muito maior do que as confusões políticas do país”, diz Kiko Loureiro, guitarrista do Megadeth

Artista plástica brasileira exibe em Paris obras inspiradas em arquitetos modernistas