rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Filme sobre Rio antes dos Jogos mostra resistência de comunidade

Por Patricia Moribe

“Mormaço” é um dos filmes brasileiros em competição de longa-metragem no Cinélatino, que acontece em Toulouse, no sudoeste da França. O filme é dirigido por Marina Meliande e tem como atriz principal, Marina Provenzano, ambas carioca.

O longa fala sobre a resistência de uma comunidade ameaçada de remoção na preparação dos Jogos Olímpicos de 2016. “A Vila Autódromo existe de verdade e fica ao lado do antigo circuito de Jacarepaguá, que viria a ser a Vila Olímpica. Mas a comunidade, que tem direito da terra, não estava nos planos originais de remoção, mas a prefeitura queria aproveitar para maquiar a área, construir um parque”, conta Marina Meliande.

Marina Provenzano faz Ana, promotora pública empenhada na defesa dos moradores da área. “Já na fase de testes e depois sabendo um pouco mais, fiquei muito encantada com o roteiro. E logo comecei a visitar a comunidade junto com a equipe. Como todo mundo envolvido no projeto, todos estavam se sentindo sem lugar na cidade, claro que de formas diferentes”, diz a atriz.

O filme parece um triste prenúncio dos tempos sombrios que vive a cidade hoje. “O filme fala bastante do início de um processo, o Estado entrou em falência logo após a olimpíada”, relata a diretora. “Muitos investimentos para esses grandes eventos, sejam os jogos, seja a Copa, para construir a imagem de uma cidade bem sucedida, ‘commodity’”, continua. “E o caso Marielle é emblemático sobre como a gente está se sentindo ameaçada quando se fala em questões de direitos humanos”, completa Meliande.

Marina Provenzano, que agora mora em Amsterdã, na Holanda, conta que há um interesse a respeito da situação no Brasil, pois é uma situação vista como muito abstrata. “Estamos no centro da produção de informações, há questões vindo do mundo todo, tem a Síria, por exemplo. Você pensa que a questão do seu país é a maior do mundo, mas cruza outras pessoas vindas de lugares pegando fogo também.

 

Governo ataca liberdade de expressão no Brasil e o povo não se dá conta, diz Leandro Demori, do Intercept

Fotógrafo brasileiro apresenta série sobre os desafios do Cerrado em Paris

Museu Internacional da Mulher será inaugurado em Portugal com curadora brasileira

Comitiva de indígenas brasileiros na Europa reforça campanha contra acordo UE-Mercosul

"Quero viver de arte", diz jovem pintora maranhense que expôs na França

Claudia Jaguaribe lança livros de fotografia sobre mulheres e meio ambiente em Paris

“Atualidade política e social do Brasil me inspirou”, diz Flávia Coelho sobre disco DNA

“Leiam escritores brasileiros vivos!”, pede Fred Di Giacomo, finalista do Prêmio SP de Literatura

Mestre da Arte Óptica, Marcos Marin expõe em Paris obras de Neymar e Santos Dumont

Curador expõe fotógrafos brasileiros da nova coleção da Biblioteca Nacional da França em "Terra Brasilis"

Palcos europeus recebem pela primeira vez a música-poesia de Arthur Nogueira

Revelação do violão brasileiro, João Camarero leva sofisticação do choro a plateias europeias

Do interior do Amazonas a digital influencer premiada em Mônaco: a história de Cacau Sitruk

Duo franco-brasileiro lança disco que mistura “Trem das Onze” e Erik Satie

“Meu trabalho é pela pacificação”, diz pintora brasileira que expõe em Paris

Luiza Brunet diz que “toda mulher é feminista”: “apanhar aos 50 foi gota d’água”

Feira de Frankfurt: “Brasil é o país das impossibilidades”, diz Luiz Ruffato