rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Cantora Karla da Silva divulga novo disco em turnê europeia

Por Silvano Mendes

Karla da Silva está de passagem pela Europa, divulgando o disco “Gente Que Nunca Viu Vai Ver A Pretíssima Coroação”. A cantora, que ficou conhecida no Brasil após sua passagem pela primeira edição do programa The Voice, faz shows na França e Portugal.

Depois de Quintal, disco que rendeu um DVD e com o qual Karla rodou o Brasil, inclusive como parte do projeto Natura Musical, a cantora traz agora um novo projeto, que ela apresenta como uma "celebração da música negra mundial". “Agora falo de ancestralidade, de África e da africanidade presente na minha vida e no meu trabalho”, conta Karla, de passagem pela RFI, pouco antes do show no famoso restaurante e casa de espetáculos parisiense Favela Chic, uma das escalas de sua agenda europeia.

Canções como “Negra”, um afrobeat com letra e música assinadas pela cantora, resumem bem a alma desse projeto, que vem bem mais militante que Quintal. “A arte é uma bandeira muito grande. Eu falo sobre questões de negritude, de liberdade, amor LGBT, força da mulher, feminismo”, explica. A canção “Duas Meninas”, fruto da parceria com a produtora cultural baiana Lizzie Marchi, é um bom exemplo desse engajamento, sutil, mas presente.

“Músico brasileiro é bem recebido na França”

“O brasileiro está passando por tanta opressão nesse momento. E nós artistas conseguimos expressar toda essa dor e esses conflitos na nossa música. Então é importante que a gente fale sobre essas coisas”, defende.

A cantora diz ter ficado muito inspirada com essa estadia europeia, ao ponto de já estar compondo novas canções. Mas antes de lançar um novo projeto, aproveita a boa receptividade do público. “Gostei muito de tocar na França. O músico e o artista brasileiro são bem queridos aqui”, celebra.

Ouça a entrevista completa clicando na foto acima ou assista o vídeo. 

“Discussão sobre identidade de gênero no teatro é uma tendência mundial”, diz professora da USP que acompanha o Festival de Avignon

Cineasta Lúcia Verissimo defende a importância da preservação da memória de um país

“Diálogo com a criança é extremamente importante”, diz autora de livro infantil sobre câncer de mama

"Crianças francesas vão adorar ver Neymar numa situação tão humana e próxima deles", diz tradutora dos quadrinhos 'As aventuras de Neymar Jr'

Romain Vicari, artista plástico franco-brasileiro, expõe "bumerangue cultural" em Paris

“Aquecimento global é desafio do presente e do futuro para a produção de vinho”, diz enóloga brasileira à frente da OIV

“A ditadura não resiste à música”, afirma compositor multi-instrumentista Hermeto Pascoal

Avignon: “As crianças entendem tudo”, diz Miguel Fragata, diretor de peça infantil sobre refugiados

Decisão de Favreto sobre libertação de Lula deveria ter sido cumprida, dizem juristas ouvidos pela RFI

Sonho, rito e alteridade: ritual xavante inspira solo de brasileira em Montpellier Danse

Teatro do Oprimido de Paris remonta peça de Boal e questiona Brasil atual

"A seleção da França é quase toda afro-francesa", diz Gilberto Gil em Paris

Eleição presidencial no México tem semelhanças com Brasil, diz embaixador Rubens Barbosa

Vencedor do Prêmio Icatu, maestro brasileiro estreia em Paris novo sistema musical que homenageia Bach

“A música brasileira é muito maior do que as confusões políticas do país”, diz Kiko Loureiro, guitarrista do Megadeth