rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Simone Menezes rege orquestra francesa em show de Seu Jorge

Por Silvano Mendes

A paulista Simone Menezes vai reger a Orquestra Nacional d’Île de France neste domingo (8), na Filarmônica, em Paris, acompanhando Seu Jorge, no espetáculo do carioca em homenagem a David Bowie. Em entrevista à RFI Brasil ela fala sobre o show, Villa-Lobos e o machismo no mundo da música clássica.

O espetáculo de Seu Jorge é um sucesso internacional e retorna à Europa neste verão, passando por Paris. O artista retoma o personagem Pelé dos Santos, do filme “Vida Marinha com Steve Zissou” (2004), do diretor americano Wes Anderson. Como no longa, ele canta grandes sucessos de David Bowie, acompanhado só de um violão. Mas, a partir de uma iniciativa da Filarmônica de Paris, agora junto com uma orquestra.

Simone Menezes fala com entusiasmo sobre o projeto. “São músicas de um roqueiro, com um cantor brasileiro, uma orquestra francesa e arranjos de David Campbell, que faz orquestrações para a Disney e grandes nomes americanos”, diz. Para ela, é “uma salada mista da modernidade que atrai todos os públicos, de rock, de MPB e de orquestra, tanto que os ingressos estão esgotados há três meses”.

Villa-Lobos Project

A regente também está à frente do Villa-Lobos Project, que tem como objetivo ampliar o espaço do compositor e da música erudita brasileira no cenário mundial. “Ele é conhecido no Brasil e no mundo, mas não tem o lugar que deveria ter. Os compositores que se impõem no mercado internacional costumam ter por trás grandes artistas. Precisamos mobilizar os músicos brasileiros de primeiro escalão a propor Villa-Lobos nas salas de concerto internacionais”, explica.

Simone Menezes acha que o machismo ainda dita regras no mundo da música erudita, mas que isso vem mudando nos últimos anos. O acesso, aliás, na visão da regente, é até mais fácil no Brasil, que é parte do “Novo Mundo”, com oportunidades mais “meritórias que tradicionais”.

“Discussão sobre identidade de gênero no teatro é uma tendência mundial”, diz professora da USP que acompanha o Festival de Avignon

Cineasta Lúcia Verissimo defende a importância da preservação da memória de um país

“Diálogo com a criança é extremamente importante”, diz autora de livro infantil sobre câncer de mama

"Crianças francesas vão adorar ver Neymar numa situação tão humana e próxima deles", diz tradutora dos quadrinhos 'As aventuras de Neymar Jr'

Romain Vicari, artista plástico franco-brasileiro, expõe "bumerangue cultural" em Paris

“Aquecimento global é desafio do presente e do futuro para a produção de vinho”, diz enóloga brasileira à frente da OIV

“A ditadura não resiste à música”, afirma compositor multi-instrumentista Hermeto Pascoal

Avignon: “As crianças entendem tudo”, diz Miguel Fragata, diretor de peça infantil sobre refugiados

Decisão de Favreto sobre libertação de Lula deveria ter sido cumprida, dizem juristas ouvidos pela RFI

Sonho, rito e alteridade: ritual xavante inspira solo de brasileira em Montpellier Danse

Teatro do Oprimido de Paris remonta peça de Boal e questiona Brasil atual

"A seleção da França é quase toda afro-francesa", diz Gilberto Gil em Paris

Eleição presidencial no México tem semelhanças com Brasil, diz embaixador Rubens Barbosa

Vencedor do Prêmio Icatu, maestro brasileiro estreia em Paris novo sistema musical que homenageia Bach

“A música brasileira é muito maior do que as confusões políticas do país”, diz Kiko Loureiro, guitarrista do Megadeth