rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Simone Menezes rege orquestra francesa em show de Seu Jorge

Por Silvano Mendes

A paulista Simone Menezes vai reger a Orquestra Nacional d’Île de France neste domingo (8), na Filarmônica, em Paris, acompanhando Seu Jorge, no espetáculo do carioca em homenagem a David Bowie. Em entrevista à RFI Brasil ela fala sobre o show, Villa-Lobos e o machismo no mundo da música clássica.

O espetáculo de Seu Jorge é um sucesso internacional e retorna à Europa neste verão, passando por Paris. O artista retoma o personagem Pelé dos Santos, do filme “Vida Marinha com Steve Zissou” (2004), do diretor americano Wes Anderson. Como no longa, ele canta grandes sucessos de David Bowie, acompanhado só de um violão. Mas, a partir de uma iniciativa da Filarmônica de Paris, agora junto com uma orquestra.

Simone Menezes fala com entusiasmo sobre o projeto. “São músicas de um roqueiro, com um cantor brasileiro, uma orquestra francesa e arranjos de David Campbell, que faz orquestrações para a Disney e grandes nomes americanos”, diz. Para ela, é “uma salada mista da modernidade que atrai todos os públicos, de rock, de MPB e de orquestra, tanto que os ingressos estão esgotados há três meses”.

Villa-Lobos Project

A regente também está à frente do Villa-Lobos Project, que tem como objetivo ampliar o espaço do compositor e da música erudita brasileira no cenário mundial. “Ele é conhecido no Brasil e no mundo, mas não tem o lugar que deveria ter. Os compositores que se impõem no mercado internacional costumam ter por trás grandes artistas. Precisamos mobilizar os músicos brasileiros de primeiro escalão a propor Villa-Lobos nas salas de concerto internacionais”, explica.

Simone Menezes acha que o machismo ainda dita regras no mundo da música erudita, mas que isso vem mudando nos últimos anos. O acesso, aliás, na visão da regente, é até mais fácil no Brasil, que é parte do “Novo Mundo”, com oportunidades mais “meritórias que tradicionais”.

Inimigo no fascismo brasileiro é o pobre, diz pesquisadora do voto em Bolsonaro

Da extrema-direita à esquerda: populismo tem faces distintas na Europa e na América Latina, diz especialista

“Lula adiou troca e prejudicou campanha de Haddad”, diz analista David Fleischer

"Bolsa Família é grande aliado para quem deseja fazer ajuste fiscal no Brasil", afirma Marcelo Neri

Novo livro de Jean-Paul Delfino traz personagem imortal que viveu no Brasil

“Ataque corrobora ânimo de briga manifestado por Bolsonaro”, diz cientista político da UFMG

Em Perpignan, a fotógrafa brasileira Alice Martins expõe imagens da guerra na Síria

“Atlas do Agronegócio revela a complexa cadeia do setor agroindustrial”, diz coordenadora

"Assegurar preservação do patrimônio é responsabilidade da sociedade", diz presidente do Ibram sobre incêndio no Museu Nacional

“Quero nossa democracia de volta” pede cineasta brasileiro Fellipe Barbosa em Veneza

“Mulheres brasileiras sempre foram vistas como patrimônio do homem”, diz diretora-presidente da ONG Artemis

“Mulheres negras e indígenas representam o feminismo de resistência brasileiro”, afirmam pesquisadoras

Apesar da crise, brasileiros participam de Encontro Mundial das Famílias em Dublin

Instrumentalização política dos migrantes alimentou xenofobia em Roraima, diz professor da UFRR

"Tenho uma parte da história do Brasil nos meus arquivos", conta a fotógrafa Rosa Gauditano

Após turnê internacional, cantora Flávia Coelho volta ao estúdio em Paris para gravar 4° álbum

"Vitimização de Lula é estratégia do PT para angariar votos", diz cientista político