rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Simone Menezes rege orquestra francesa em show de Seu Jorge

Por Silvano Mendes

A paulista Simone Menezes vai reger a Orquestra Nacional d’Île de France neste domingo (8), na Filarmônica, em Paris, acompanhando Seu Jorge, no espetáculo do carioca em homenagem a David Bowie. Em entrevista à RFI Brasil ela fala sobre o show, Villa-Lobos e o machismo no mundo da música clássica.

O espetáculo de Seu Jorge é um sucesso internacional e retorna à Europa neste verão, passando por Paris. O artista retoma o personagem Pelé dos Santos, do filme “Vida Marinha com Steve Zissou” (2004), do diretor americano Wes Anderson. Como no longa, ele canta grandes sucessos de David Bowie, acompanhado só de um violão. Mas, a partir de uma iniciativa da Filarmônica de Paris, agora junto com uma orquestra.

Simone Menezes fala com entusiasmo sobre o projeto. “São músicas de um roqueiro, com um cantor brasileiro, uma orquestra francesa e arranjos de David Campbell, que faz orquestrações para a Disney e grandes nomes americanos”, diz. Para ela, é “uma salada mista da modernidade que atrai todos os públicos, de rock, de MPB e de orquestra, tanto que os ingressos estão esgotados há três meses”.

Villa-Lobos Project

A regente também está à frente do Villa-Lobos Project, que tem como objetivo ampliar o espaço do compositor e da música erudita brasileira no cenário mundial. “Ele é conhecido no Brasil e no mundo, mas não tem o lugar que deveria ter. Os compositores que se impõem no mercado internacional costumam ter por trás grandes artistas. Precisamos mobilizar os músicos brasileiros de primeiro escalão a propor Villa-Lobos nas salas de concerto internacionais”, explica.

Simone Menezes acha que o machismo ainda dita regras no mundo da música erudita, mas que isso vem mudando nos últimos anos. O acesso, aliás, na visão da regente, é até mais fácil no Brasil, que é parte do “Novo Mundo”, com oportunidades mais “meritórias que tradicionais”.

Brasileira apresenta na Berlinale documentário sobre ocupação dos Sem Terra em Goiás

“Direito à comunicação no Brasil ainda é muito atrasado”, diz fundador de web rádio indígena

"Alastrar competitividade para toda a economia brasileira está no radar do governo", diz diretor-geral da OMC

Fotógrafo curitibano expõe em Paris obras inspiradas na espiritualidade

Orçamento participativo e Bolsa Família são as principais políticas públicas “exportadas” pelo Brasil

“Brasil tem volta da oligarquia com uma política de extrema direita”, diz sociólogo da UFRJ

Compositor francês Debussy influenciou até Bossa Nova, lembra maestro Isaac Chueke

“Brasil e França trabalharam pelo silenciamento da memória escravista”, diz historiadora

Escritora Telma Brites Alves lança em Paris seu livro "Gaia: A Roda da Vida"

Cantora brasileira mistura música árabe e nordestina em álbum “Brisa Mourisca”

Movimento dos Atingidos por Barragens quer garantias de reparação total de danos às vítimas de Brumadinho

"Precariedade das favelas é estimulada pelo próprio Estado", diz historiador

Human Rights Watch: partida de Jean Wyllys é “triste para a esquerda e a direita”

“Falta educação no projeto de governo Bolsonaro”, diz Renato Janine Ribeiro

Apoiar oposição a Maduro é ingênuo e perigoso, diz especialista da Unicamp

"Estrela no Guia Michelin brinda a amizade franco-brasileira”, diz chef Raphaël Rego

Brasil é país que mais cai em relatório sobre competitividade divulgado em Davos

“Europeu gosta de música brasileira com contexto histórico”, diz cantor Mario Bakuna