rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Ilustradora Suppa e Miguel Falabella criam canal no Youtube para crianças de todas as idades

Por Silvano Mendes

Foi-se o tempo em que as crianças se contentavam em assistir desenhos animados na televisão. Principalmente diante da oferta crescente de conteúdos dirigidos para a nova geração de internautas. Um dos projetos que vem conquistando os pequenos no Brasil é o Canal da Charlotte, criado no Youtube pela ilustradora e artista plástica Vivian Suppa junto com o ator, diretor e escritor Miguel Falabella.

O projeto nasceu a partir do livro Os Óculos Mágicos de Charlotte, lançado por Suppa pela editora Callis, em 2016. Na obra, a personagem principal – inspirada na filha da autora – consegue, graças ao acessório que dá título ao livro, ver o mundo como deveria ser, e não como ele é. Diante do sucesso, Suppa, amiga de longa data de Falabella, decidiu transformar a história em um desenho animado.

“Conheço Miguel há 20 anos e sempre sonhamos em fazer um projeto juntos. Eu queria que ele escrevesse um livro para eu ilustrar, mas nunca conseguíamos, pois ele trabalha enormemente. Mas quando eu mostrei o livro, ele adorou a ideia”, conta a autora, de passagem por Paris. Desde então, os dois trabalham a quatro mãos e o ator não poupa esforços. Falabella é roteirista, escreve as canções de alguns episódios e faz até a voz de Pelusso, um cachorro meio filósofo que ajuda Charlotte a resolver seus problemas.

A particularidade dos programas, que duram menos de 5 minutos cada, é que as crianças “interagem” com a personagem principal, enviando questões e mostrando problemas nos locais onde vivem. Pois além de ter uma dimensão pedagógica (como nas canções sobre as expressões mágicas: “Com licença, por favor e muito obrigado”), os vídeos tentam desenvolver uma consciência cidadã nas crianças. Em alguns deles, por exemplos, os pequenos internautas denunciam a sujeira nas ruas do bairro.

O Canal da Charlotte tem um programa novo por semana e a autora, que já morou na França, não descarta uma internacionalização do projeto, disponível atualmente apenas em português. “Charlotte já tem um nome francês, então gostaria muito que ela tivesse uma versão francesa”, almeja Suppa.

Brasileira apresenta na Berlinale documentário sobre ocupação dos Sem Terra em Goiás

“Direito à comunicação no Brasil ainda é muito atrasado”, diz fundador de web rádio indígena

"Alastrar competitividade para toda a economia brasileira está no radar do governo", diz diretor-geral da OMC

Fotógrafo curitibano expõe em Paris obras inspiradas na espiritualidade

Orçamento participativo e Bolsa Família são as principais políticas públicas “exportadas” pelo Brasil

“Brasil tem volta da oligarquia com uma política de extrema direita”, diz sociólogo da UFRJ

Compositor francês Debussy influenciou até Bossa Nova, lembra maestro Isaac Chueke

“Brasil e França trabalharam pelo silenciamento da memória escravista”, diz historiadora

Escritora Telma Brites Alves lança em Paris seu livro "Gaia: A Roda da Vida"

Cantora brasileira mistura música árabe e nordestina em álbum “Brisa Mourisca”

Movimento dos Atingidos por Barragens quer garantias de reparação total de danos às vítimas de Brumadinho

"Precariedade das favelas é estimulada pelo próprio Estado", diz historiador

Human Rights Watch: partida de Jean Wyllys é “triste para a esquerda e a direita”

“Falta educação no projeto de governo Bolsonaro”, diz Renato Janine Ribeiro

Apoiar oposição a Maduro é ingênuo e perigoso, diz especialista da Unicamp

"Estrela no Guia Michelin brinda a amizade franco-brasileira”, diz chef Raphaël Rego

Brasil é país que mais cai em relatório sobre competitividade divulgado em Davos

“Europeu gosta de música brasileira com contexto histórico”, diz cantor Mario Bakuna