rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Novo livro de Jean-Paul Delfino traz personagem imortal que viveu no Brasil

Por Silvano Mendes

O escritor francês Jean-Paul Delfino, conhecido por uma vasta produção literária que tem a história brasileira como pano de fundo, acaba de lançar Les voyages de sable. Se desta vez seu país de adoção não está no centro da trama, o personagem principal viveu uma de suas vidas no Brasil.

Les voyages de sable (As viagens de areia), publicado pela editora francesa Le Passage, conta a história de monsieur Jaume, um professor de filosofia que revela, em um bistrô parisiense, que é imortal e tem 316 anos de idade. Diante da incredulidade do dono do estabelecimento, o personagem principal começa a contar sua saga e suas vidas passadas, seja como aventureiro no continente africano, plantador de café na Guiana Francesa, espectador da Revolução Francesa, em 1848, ou pintor no Brasil.

Mesmo se a “vida brasileira” de monsieur Jaume é apenas uma das diferentes etapas do percurso do personagem, o Brasil não poderia faltar no livro. Afinal, o autor, que já publicou dezenas de títulos, muitos deles premiados, é apaixonado pela cultura brasileira. “Eu escrevi, aos 20 anos, o primeiro livro sobre a bossa nova, só para mostrar para meus amigos e minha família que o Brasil não é apenas uma mistura de samba, guerra de gangues e futebol”, conta Delfino.

Isso foi em 1988. Desde então, vários títulos foram publicados, entre eles Bossa Nova, La grande aventure du Brésil, lançado em 2017, e que também teve versão brasileira pela editora Pontes. O livro sobre o movimento musical brasileiro resgatou entrevistas exclusivas e inéditas feitas por Delfino com artistas como Nara Leão, Ronaldo Bôscoli e Baden Powell.

O escritor também assina uma série de romances intitulada “Suite brésilienne”, que já tem nove títulos, nos quais ele revisita a história brasileira, e um décimo está em andamento. “Eu falei muito dos africanos e dos europeus, mas não falei muito dos índios”, que devem estar no centro do novo projeto, adianta Delfino. 

Assista a entrevista completa no vídeo abaixo.

Crise na Igreja Católica brasileira é uma das razões da diminuição de fiéis, explica sociólogo

“Discurso de ódio de Bolsonaro favorece ataques contra imprensa”, diz representante da RSF no Brasil

“Torre das Donzelas é um convite à resistência”, diz cineasta que reviveu presídio feminino durante a ditadura

“Acredito na resiliência do setor cultural”, diz assessor da Ancine sobre riscos para fomento

“Não queremos reviver luta armada”, diz diretora de documentário sobre ex-guerrilheiro

“Somos massacrados pela música comercial da pior qualidade”, diz trombonista Raul de Souza

Brasil rejeita presença africana desde século 19, diz Beatriz Mamigonian, especialista em escravidão moderna

“Bolsonaro é uma ameaça aos indígenas do Brasil”, diz cacique Tanoné em visita à França

Professor da Unicamp apresenta em Paris dispositivo alternativo para imersão sonora

Atualidade política inspira 21ª edição do Festival de Cinema Brasileiro de Paris

“Eu nunca me aquietei artisticamente”, diz cantora Flávia Bittencourt em turnê pela Europa

Escritora italiana Lisa Ginzburg lança livro de amor e tragédia no Brasil dos orixás

Filme sobre destruição de marco zero do Rio traz triste paralelo com atualidade

DJ Marcelinho da Lua lança álbum “Insolente” e diz: “Mundo atual está precisando de provocação”

Arte “ecológica” de Manfredo de Souzanetto volta a ser exposta na Europa

Apesar dos retrocessos no país, literatura brasileira vive um bom momento, avalia Henrique Rodrigues

“Literatura LGBT não deve virar rótulo”, diz escritora Cristina Judar em Paris

“Cada vez mais o racismo brasileiro sai do armário”, diz Conceição Evaristo em Paris