rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

“Eu quis mostrar o ciclo criminoso que persiste no sertão brasileiro”, diz cineasta Eduardo Morotó em Biarritz

Por Maria Emilia Alencar

“Em uma cidade do interior do Brasil chamada Serra da Onça, os integrantes do Partido do Touro acreditam ser soberanos perante as mulheres, os trabalhadores e as terras, das quais se apossam mediante falsos títulos de propriedade”. Essa é a sinopse do curta-metragem “Repulsa”, do jovem cineasta pernambucano Eduardo Morotó, em competição no Festival Biarritz América Latina.

Serra da Onça é uma cidade fictícia e Partido do Touro é um nome inventado para batizar o grupo todo poderoso de coronéis da zona da mata. “Repulsa” é uma trágica paródia do Brasil arcaico que persiste no sertão e no agreste.

Em entrevista à RFI em Biarritz, no sudoeste da França, Eduardo Morotó explica que a sua motivação ao fazer esse curta-metragem foi mostrar “um ciclo criminoso da política brasileira” em regiões onde as graves violações sobre a posse da terra continuam e onde o trabalho escravo e o feminicídio são impunes.

Microcosmo da realidade brasileira

O curta foi rodado no interior de Pernambuco, que serve de “microcosmo da realidade brasileira”, segundo o diretor. A estética, assumidamente inspirada em obras do Cinema Novo como “Deus e o Diabo na Terra do Sol” ou “O Dragão da Maldade e o Santo Guerreiro”, de Glauber Rocha, contribui para a dramaticidade do filme em preto e branco.

Cineasta Marcelo Novais lança em Paris um “diário íntimo de uma geração”

Incêndios e barricadas substituíram greves como forma de protesto na França, diz especialista

Representante dos delegados da Polícia Federal diz ser contra banalização das armas no Brasil

Lia Rodrigues volta à Paris com “Fúria”, coreografia com moradores da favela da Maré

Militares nomeados por Bolsonaro são mais moderados do que ministros, diz Leonardo Sakamoto

“Comunidade internacional espera responsabilidade ambiental do Brasil”, diz especialista

“Muita gente procurava uma confeitaria menos doce”, diz chef francês radicado em Brasília

Paris recebe Bazar de Natal com artesanato de mulheres de favelas cariocas

Fotógrafo brasileiro lembra 30 anos da morte de Chico Mendes com exposição em Paris

Músicos Francis e Olivia Hime homenageiam Vinicius de Moraes na França

“Ser estrangeiro me fez escritor”, diz Natan Barreto, que lança livro de poesias em Paris

“Discurso de Bolsonaro legitima ‘direito de matar’”, afirma professora da Universidade de Brasília

Ex-ambulante brasileiro fala para 400 estudantes na Europa: “Seja parte da solução, não do problema”

“Romances em quadrinhos estão em momento especial”, diz ilustradora Luli Penna

“Sociedade civil é quem vai mudar o Brasil”, diz empresária Luiza Trajano em Paris

“É preciso regulação para que investigações sobre fake news não demorem anos”, diz especialista

"O problema do brasileiro é se conformar que Bolsonaro está eleito", diz Delfim Netto