rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

“Eu quis mostrar o ciclo criminoso que persiste no sertão brasileiro”, diz cineasta Eduardo Morotó em Biarritz

Por Maria Emilia Alencar

“Em uma cidade do interior do Brasil chamada Serra da Onça, os integrantes do Partido do Touro acreditam ser soberanos perante as mulheres, os trabalhadores e as terras, das quais se apossam mediante falsos títulos de propriedade”. Essa é a sinopse do curta-metragem “Repulsa”, do jovem cineasta pernambucano Eduardo Morotó, em competição no Festival Biarritz América Latina.

Serra da Onça é uma cidade fictícia e Partido do Touro é um nome inventado para batizar o grupo todo poderoso de coronéis da zona da mata. “Repulsa” é uma trágica paródia do Brasil arcaico que persiste no sertão e no agreste.

Em entrevista à RFI em Biarritz, no sudoeste da França, Eduardo Morotó explica que a sua motivação ao fazer esse curta-metragem foi mostrar “um ciclo criminoso da política brasileira” em regiões onde as graves violações sobre a posse da terra continuam e onde o trabalho escravo e o feminicídio são impunes.

Microcosmo da realidade brasileira

O curta foi rodado no interior de Pernambuco, que serve de “microcosmo da realidade brasileira”, segundo o diretor. A estética, assumidamente inspirada em obras do Cinema Novo como “Deus e o Diabo na Terra do Sol” ou “O Dragão da Maldade e o Santo Guerreiro”, de Glauber Rocha, contribui para a dramaticidade do filme em preto e branco.

Após sucesso na estreia, Grupo Sociedade Recreativa lança segundo álbum na França

“Lagerfeld era o camaleão da moda”, lembra estilista brasileiro Gustavo Lins

Fome Zero seguirá como meta da ONU para erradicar fome no mundo, afirma José Graziano

Brasileira apresenta na Berlinale documentário sobre ocupação dos Sem Terra em Goiás

“Direito à comunicação no Brasil ainda é muito atrasado”, diz fundador de web rádio indígena

"Alastrar competitividade para toda a economia brasileira está no radar do governo", diz diretor-geral da OMC

Fotógrafo curitibano expõe em Paris obras inspiradas na espiritualidade

Orçamento participativo e Bolsa Família são as principais políticas públicas “exportadas” pelo Brasil

“Brasil tem volta da oligarquia com uma política de extrema direita”, diz sociólogo da UFRJ

Compositor francês Debussy influenciou até Bossa Nova, lembra maestro Isaac Chueke

“Brasil e França trabalharam pelo silenciamento da memória escravista”, diz historiadora

Escritora Telma Brites Alves lança em Paris seu livro "Gaia: A Roda da Vida"

Cantora brasileira mistura música árabe e nordestina em álbum “Brisa Mourisca”

Movimento dos Atingidos por Barragens quer garantias de reparação total de danos às vítimas de Brumadinho

"Precariedade das favelas é estimulada pelo próprio Estado", diz historiador

Human Rights Watch: partida de Jean Wyllys é “triste para a esquerda e a direita”

“Falta educação no projeto de governo Bolsonaro”, diz Renato Janine Ribeiro

Apoiar oposição a Maduro é ingênuo e perigoso, diz especialista da Unicamp