rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Protagonismo indígena do Brasil nas artes plásticas é tema de exposição na França

Por Márcia Bechara

A exposição Terras Indígenas, em cartaz no espaço Philippe Noiret, em Clayes Sous Bois, na região metropolitana de Paris, é um projeto interativo cujas obras nascem da necessidade da artista plástica Claudia Campos em nos mostrar a fragilidade da natureza e os preconceitos que ameaçam o ecossistema.

"Trabalho com os povos indígenas desde 1993, e aos poucos fui aprofundando a questão. Esse projeto Terras Indígenas existe desde 2005, durante o Ano do Brasil na França", conta Cláudia Campos. "A partir da abertura que notei em relação ao tema, comecei a convidar os artistas para que eles, a partir de um povo sugerido, desenvolvessem uma obra dentro das artes visuais. Esta é a quinta edição do projeto, e desta vez com presença de artistas indígenas", diz.

"Os índios hoje querem o protagonismo, e isso é importante. Se eu tiver um espaço, quero compartilhá-lo. E também uma reflexão mais profunda não apenas sobre a fragilidade dos índios, mas a sua resistência, são mais de 300 povos existentes, eu quero falar das culturas vivas [no Brasil]", diz Cláudia Campos.

Obra presente na exposição Terras Indígenas, em cartaz no espaço Philippe Noiret, em Clayes Sous Bois, na região parisiense. Divulgação

"Trabalho com diferentes suportes encontrados, às vezes naturais, como a terra, que é uma questão que evoco bastante, a água, o que foi represado e o que foi destruído; trago também uma grande pintura desta vez que evoca as crianças indígenas e não-indígenas, todos, com roupas, como numa instalação, mostrando a imposição que foi norma entre indígenas e não indígenas", conta.

A exposição Terras Indígenas fica em cartaz no espaço Philippe Noiret, em Clayes Sous Bois, na região parisiense, até 12 de maio de 2019.

“Foi o jornalismo que me preparou para a música”, diz a cantora Letícia Maura

Vik Muniz: “Depois do modernismo, virou tabu falar de religião em arte”

Monólogo de ator brasileiro em Avignon resgata canções desconhecidas de Pasolini, entre erotismo e engajamento

Ricupero: Bolsonaro nomear filho embaixador nos EUA “é chocante e sem precedentes”

Rodrigo Ferreira: dos templos evangélicos no Brasil à cena lírica internacional

“O combate à corrupção no Brasil é uma mentira”, diz sociólogo Jessé Souza

Christiane Jatahy em Avignon: “Há no Brasil um pensamento ditatorial para calar a diferença”

“ONU está em alerta para acolher defensores de direitos humanos do Brasil”, diz deputada Renata Souza

“Lutamos tanto para conquistar um pouco de direitos humanos e a gente vai retirar isso?” questiona Marcelo D2 em entrevista em Paris

Acordo UE e Mercosul não é motivo para ufanismo em queda de preços, diz ex-embaixador Graça Lima

Tecnologias do semiárido brasileiro podem ajudar a alimentar imigrantes venezuelanos na Colômbia

"Governo de divisão social, oposto dos anteriores", diz autor de livro sobre Bolsonaro

Advogada do Consulado em Los Angeles analisa situação de brasileiros sem documentos nos EUA

"O ator precisa ter cartas na manga", diz Letícia Spiller sobre carreira de cantora

Brasil não é um dos países que mais usa agrotóxicos, isso é “balela”, diz ministra Tereza Cristina

“Bolsonarismo é uma articulação de radicalismo liberal com autoritarismo social”, diz professor da UERJ

Intolerância a valores progressistas pode impactar na publicidade, diz pesquisadora