rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Brasil mostra suas faces no festival Encontros de Arles de fotografia

Por Patricia Moribe

Acontece no Sul da França os Encontros de Arles, um dos festivais internacionais mais importantes de fotografia. São mais de 50 exposições, entre retrospectivas e novas tendências da imagem. O Brasil tem destaque este ano como parte da exposição “Hey! What’s going on?”, na Fundação Manuel Rivera-Ortiz.

A RFI conversou com Gláucia Nogueira, co-fundadora do coletivo Iandé, que reúne os 12 fotógrafos em exposição, e Ioana Mello, curadora da mostra brasileira.

“O Iandé é uma plataforma que tem o intuito de criar uma ponte entre Brasil e a França. Iandé significa ‘nós’, pronome pessoal inclusivo”, explica Gláucia.

Entre os critérios de seleção para o grupo apresentado em Arles foi a paridade. “São seis fotógrafos homens e seis fotógrafas mulheres”, explica Ioana. “Também queríamos temas que fossem importantes no Brasil hoje, como a cultura indígena, a questão da mulher, a periferia, infância, comunidade LGBT. São temas em voga agora no Brasil. Tem também as minorias que estão perdendo seus direitos”, acrescenta.

Novidades a cada semana

A exposição brasileira também traz a sessão “work in progress”, que a cada semana do festival mostra uma projeção recente de um dos fotógrafos a respeito do Brasil atual. Ou seja, uma visão de cada um dos 12 fotógrafos a cada uma das 12 semanas que dura o evento.

Nesta semana, a projeção é da fotógrafa Elsa Leydier, francesa radicada há cinco anos no Brasil. “O trabalho dela é muito interessante, pois ela interfere em imagens conhecidas no mundo todo como sendo do Brasil, típicas”, explica Gláucia. “A Elsa pega imagens clichês, do Google, como paisagens, carnaval, futebol. A partir de frases de Jair Bolsonaro, ela vai criar ruídos em cima das imagens, para justamente quebrar o mito do país tropical, bonito e perfeito”, acrescenta Iona.

A frequentação na exposição durante a primeira semana foi de cerca de 400 visitas por dia, um número expressivo. “O Brasil, por tudo o que passamos e continuamos a passar, tem gerado uma enorme curiosidade do público internacional. Os visitantes perguntavam não só sobre os fotógrafos, mas também sobre a atualidade brasileira. Foi uma ótima oportunidade de diálogo com o público e com outros fotógrafos do evento”, conta Ioana.

Elo fotográfico

“É importante criar, fortalecer esse link que já existe desde da época de Dom Pedro II entre Brasil, França e a fotografia brasileira. Temos grandes nomes, mas queremos abrir espaço para uma fotografia rica, jovem, moderna e contemporânea”, diz Gláucia.

“What’s going on in Brazil” fica em cartaz na Fundação Manuel Rivera-Ortiz, em Arles, até 22 de setembro de 2019.

 

“Se não tomarmos cuidado, fotografo um mundo em extinção”, diz Sebastião Salgado em Frankfurt

Barbara Paz: Documentário premiado em Veneza é seu “filho-filme” com Babenco

Conferência Internacional [SSEX BBOX] em Paris tem Jean Wyllys e Lea T na programação

Ao canonizar irmã Dulce, papa Francisco promove humanismo, diz biógrafo da religiosa brasileira

Brasil vendia imagem de país cordial, mas sempre foi autoritário, diz Lilia Schwarcz

"Descoberta mudou a física e a astronomia”, diz cientista brasileiro que pesquisou com novo Nobel

“Sucesso do cinema brasileiro não é acidente, foi plantado há vários anos”, diz Karim Ainouz

Da janela de um arranha-céu de Porto Alegre, Rodrigo John filma a “virada histórica” do Brasil de 2013 a 2018

“Desmonte da cultura é um verdadeiro pesadelo no Brasil” diz Julio Bressane, homenageado no Festival de Biarritz

“Surto de desmatamento na Amazônia se explica pela chegada do governo Bolsonaro”, diz cientista do INPA

Documentário sobre greve de caminhoneiros no Brasil é exibido em Paris

"Jacques Chirac vai ser lembrado como um bon vivant", diz escritor Gilles Lapouge

Violência no Brasil é fruto do aparato repressivo herdado da ditadura, diz filósofo Edson Teles

Festival 'Brésil en Mouvements' celebra 15 anos com 11 filmes inéditos e participação da família de Marielle Franco

Pesquisadores formam rede para divulgar acervos estrangeiros sobre cultura brasileira

"João Gilberto sintetizou o samba", diz Bernardo Lobo ao homenagear compositor em Paris

Em Paris, soprano brasileira Camila Titinger canta na ópera Don Giovanni