rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Grécia Crise financeira Bruxelas Euro Eurogrupo

Publicado em • Modificado em

Eurogrupo aprova terceiro plano de ajuda financeira para a Grécia

media
REUTERS/Tony Gentile

Os ministros da Economia da zona do euro chegaram a um acordo nesta sexta-feira (14) sobre um terceiro programa de resgate da Grécia, de até € 86 bilhões, equivalentes a mais de R$ 330 bilhões, anunciaram a Comissão Europeia e o Eurogrupo, em Bruxelas.


"A Grécia receberá novos empréstimos que podem ir até R$ 86 bilhões nos três próximos anos", afirmou a Comissão.

O primeira parcela será de € 26 bilhões, segundo uma fonte próxima às negociações. De acordo com outra fonte, não será necessário o crédito-ponte para que a Grécia possa pagar os € 3,4 bilhões de euros ao Banco Central Europeu (BCE), no próximo 20 de agosto.

O texto havia sido aprovado pela manhã em Atenas após uma noite interia de discussões no Parlamento grego. O texto foi aprovado por 222 deputados – uma maioria de 151 votos era necessária. Sessenta e quatro foram contrários e 11 se abstiveram.

Os votos da oposição de direita foram fundamentais para a aprovação do acordo que, de acordo com o premiê Alexis Tsipras, permite que o país sobreviva e "siga no combate, ao invés de se suicidar".

Ruptura no partido

Apesar da aprovação pela Grécia, Tsipras enfrenta a debandada da base aliada, já que, a cada votação do plano de ajuda, seu partido de esquerda radical, Syriza, demonstra estar mais dividido. No total, 32 deputados do partido se opuseram às medidas draconianas de austeridade que os credores exigem em troca da ajuda, e 11 se abstiveram da votação.