rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acordo Mercosul Comissão Europeia

Publicado em • Modificado em

Acordo com Mercosul deve sair este ano, diz presidente da Comissão Europeia

media
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, fala durante uma coletiva de imprensa na cúpula dos líderes da União Europeia em Bruxelas, Bélgica, 20 de outubro de 2017. REUTERS/Dario Pignatelli

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse nesta sexta-feira (20) que quer "fazer tudo" por um acordo do bloco comercial com o Mercosul antes do final deste ano, enquanto o presidente francês, Emmanuel Macron, quer moderar a tendência de Bruxelas ao livre-comércio.


"Continuaremos a fazer todo o possível para concluir as nossas negociações com o Mercosul antes do final do ano", disse Juncker em uma coletiva de imprensa encerrando uma cúpula europeia em Bruxelas.

Em um jantar dos Chefes de Estado e de Governo da UE na quinta-feira, Macron falou sobre a política comercial europeia e manifestou a sua preocupação de que a Comissão, que negocia em nome dos 28 Estados-membros, "se apressou" a negociar certos acordos de livre comércio.

Por seu lado, Juncker sublinhou que continua "ligado à ideia de que a Europa deve estar aberta a apelos de todos os países e blocos para transações comerciais". 

"Vamos fazê-lo à nossa maneira, garantindo a boa reciprocidade desejada pelo presidente francês", prometeu o presidente da Comissão Europeia.

Importância do Mercosul

Para detalhar a importância do Mercosul para a UE: "Será o acordo comercial mais importante em termos de volume: um bom acordo com os países do Mercosul é oito vezes mais do que o acordo que temos com o Canadá e quatro vezes mais do que o acordo que temos com o Japão ".

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, acrescentou que “para a Espanha, o acordo com o Mercosul é uma prioridade, bem como a modernização do acordo com o México".

A UE e o Mercosul (um mercado comum na América do Sul que reúne o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai) tentaram negociar um acordo comercial por muitos anos.

A Comissão Europeia parece estar pronta para fazer concessões sobre a carne bovina e o etanol, na esperança de expandir as oportunidades para o setor automotivo, o que é particularmente preocupante para a França.

As discussões, que começaram em 1999, ganharam velocidade em maio de 2016, com um intercâmbio de ofertas que despertou a esperança em ambos os blocos para alcançar um acordo até o fim de 2017.

(Com informações da AFP)