rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Copa do mundo Final Futebol

Publicado em • Modificado em

Confiança e expectativa para a final da Copa do Mundo

media
As equipes espanhola e holandesa, e torcidas respectivas, preparam-se para a final da copa, domingo 11 de julho. Reuters

Com o fim da Copa do Mundo se aproximando, as duas seleções finalistas se mostram otimistas para a conquista do título. Ser campeã do mundo de futebol pela primeira vez é o objetivo de ambas, então com certeza podemos esperar por um jogo emocionante e muito disputado. O polvo-vidente ja deu seu palpite, segundo ele, a Espanha será a nova campeã. Seja qual for o resultado, a briga vai ser dura.


Espanha e Holanda, que disputam domingo o título de campeã do mundo, adotaram táticas diferentes para a preparação dos jogadores. A Holanda preferiu se fechar e proibiu a presença de jornalistas no treino desta sexta-feira. A assessoria de imprensa da equipe avisou que os jogadores não dariam entrevista e que a divulgação de imagens do treino não seriam permitidas.

Já a equipe da Espanha decidiu receber jornalistas para uma entrevista coletiva e ficou surpresa com o assédio da imprensa, que lotou a sala. Marchena e Busquet, os jogadores que responderam as perguntas dos jornalistas, pareciam descontraídos e confiantes. Marchena disse que a expectativa é enorme na Espanha, já que essa é uma situação inédita no país e que o time tem que desfrutar ao máximo. Quando perguntado sobre a nova previsão de Paul, o polvo-vidente, que previu a vitoria da Espanha, Marchena riu e disse que não levava a sério essa tática de previsão.

Em entrevista ao jornal espanhol AS, o técnico da seleção espanhola, Del Bosque, elogiou os adversários, mas afirmou que a Espanha está numa grande fase. Del Bosque disse que a vitória contra a Alemanha foi o melhor desempenho do time na copa, mas espera que a equipe jogue ainda melhor contra a Holanda, porque a exigência será muito maior.

Romário, que está na Africa do Sul para acompanhar a Copa, declarou que não toma partido por uma seleção, já que atuou nos dois países e viveu grandes momentos em ambos. No entanto, o baixinho admite uma certa preferência pelo futebol holandês.