rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Futebol Barcelona Final Japão

Publicado em • Modificado em

Barça enfrenta Santos na final do mundial de clubes

media
Jogadores do Barcelona comemoram o primeiro gol contra o Qatar's Al Sadd na vitória espanhola desta quinta-feira. REUTERS/Toru Hanai

Mesmo sem contar com todas as estrelas do elenco, o Barcelona não deu chance para o fraco Al Sadd, do Qatar, e goleou o adversário por 4 a 0, em Yokohama, no Japão.  


Na partida, o destaque foram os brasileiros com a camisa do time catalão. Na ponta direita, o lateral brasileiro Adriano marcou dois gols ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, Seydou Keita fez o terceiro gol e o brasileiro Maxwell encerrou o placar da vitória. A goleada poderia ter sido ainda maior se o argentino Messi não tivesse errado a pontaria e desperdiçado várias oportunidades de gol.

O técnico do Barcelona, Pep Guardiola, preferiu deixar seis titulares no banco de reservas na partida contra o Al Sadd. O objetivo foi economizar forças para a eventual final contra o Santos, no domingo.

Xavi Hernández, Cesc Fábregas e Sergio Busquets, os laterais Gerard Piqué e Dani Alves, e o atacante chileno Alexis Sánchez começaram a partida no banco. Com isso, entraram em campo Adriano e Thiado Alcântara, o argentino Javier Mascherano, o marfinense Seydou Keita e os espanhois Pedro e David Villa.

Já o técnico uruguaio do Al Sadd, Jorge Fossati, colocou seus melhores jogadores em campo, como o senegalês Mamadou Niang e o marfinense Kader Keita. O time qatari até tentou apertar a defesa, mas não foi páreo para o talento do Barca.

No domingo, será a vez de o Santos testar o Barcelona. Nesta semana, o craque brasileiro Neymar, que fez uma excelente partida na vitória de 3 a 1 contra o japonês Kashiwa Reysol, disse que o Barcelona é « o melhor clube do mundo”. O Barça, porém, entrará em campo desfalcado. O atacante David Villa sofreu uma fratura na tíbia da perna esquerda na semifinal contra o Al-Sadd, nesta quinta-feira, e ficará afastado dos gramados por pelo menos seis meses.