rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Futebol Seleção Brasileira Bolívia Amistoso Vitória Luiz Felipe Scolari Ronaldinho Gaúcho

Publicado em • Modificado em

Brasil vence finalmente, escreve aliviado o L’Équipe

media
Jogadores brasileiros comemoram gol contra a Bolívia no amistoso de sábado, 6 de abril de 2013, em Santa Cruz. Reuters

A imprensa francesa deste domingo, 7 de abril de 2013, analisa a vitória fácil do Brasil contra a Bolívia, 4 a 0, no sábado em Santa Cruz. "O Brasil finalmente venceu" escreve entre ironia e alívio L'Équipe. A agência de imprensa AFP lembrou que o jogo aconteceu na Bolívia, onde 12 torcedores brasileiros continuam detidos.


O L’Équipe, o principal jornal esportivo francês, lembra no artigo publicado hoje em seu site que esta foi a primeira vitória da seleção sob o comando do técnico Luiz Felipe Soclari. Depois da derrota contra a Inglaterra, e os empates contra a Itália e a Rússia, o Brasil da era Felipão finalmente ganhou no sábado contra a Bolívia, por 4 a 0. L'Équipe ressalta que na verdade os brasileiros põem fim a uma série de 5 jogos sem vitória, lembrando as duas derrotas sofridas pela seleção comandada ainda por Mano Menezes.

O amistoso da seleção canarinho, formada apenas por jogadores que evoluem no Brasil, trouxe um novo ânimo aos brasileiros diz a agência France Presse. O fraco adversário não conseguiu reagir e perdeu em casa o amistoso, mas a fácil vitória confirmou as escolhas de Felipão que escalou os veteranos Ronaldinho Gaúcho e Pato, analisa a AFP. As atuações de Leandro, Damião e claro Neymar, autor de dois dos quatro gols da partida, também são elogiadas.

A agência francesa lembrou ainda que o jogo aconteceu na Bolívia, país onde 12 torcedores brasileiros estão detidos desde de fevereiro. Os torcedores do Corinthians são acusados pelas autoridades bolivianas de ter provocado a morte de um jovem boliviano de 14 anos, durante um jogo válido pela Copa Libertadores contra o San José.

A AFP cita a declaração do presidente boliviano Evo Morales sobre o pedido de transferência dos torcedores detidos para o Brasil. Em entrevista coletiva em Santa Cruz, Morales afirmou que não pode prometer nada por que não integra o poder judiciário.