rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acidente coma Esqui Estação de Esqui Michael Schumacher

Publicado em • Modificado em

Estado de saúde de Schumacher permanece estável

media
Liderados por Felipe Massa,(6°à esq.) pilotos prestam homenagem a Schumacher, e estenderam uma faixa com a mensagem "Força Schumi". REUTERS/Duda Barrios/Handout via Reuters

Nesta quarta-feira (29) faz um mês que Michael Schumacher está hospitalizado na UTI do hospital de Grenoble, no sudeste da França, depois do grave acidente de esqui nos Alpes Franceses.


A porta-voz do ex-piloto, Sabine Kehm, disse na segunda-feira que o estado de saúde de Schumacher segue estável, mas não deu mais detalhes. Mantido em coma artificial pelos médicos para proteger o cérebro das várias lesões provocadas pela queda, a equipe médica ainda não se arrisca a fazer nenhum prognóstico sobre a recuperação de Schumacher. Neurologistas de hospitais parisienses dizem que é raro deixar um paciente em coma artificial por mais de três semanas, mas pode acontecer.

No domingo, o jornal francês Journal du Dimanche chegou a noticiar, baseado em “fontes não-autorizadas do hospital” de Grenoble, que Schumacher estaria sendo acordado gradualmente e que ele poderia apresentar sequelas. A família do alemão, porém, desmentiu a informação.

Apoio dos fãs

Os fãs do ex-piloto continuam a dar provas de carinho. No domingo, uma marcha reuniu 500 pessoas no circuito de Spa-Francorchamps na Bélgica. “Queremos enviar energia positiva para Michael Schumacher e à sua família. Torcemos para que ele vença a corrida mais importante da sua vida”, disse Heidi Hendrickx, responsável pela organização da caminhada.

O local escolhido para a homenagem é simbólico na carreira do ex-piloto. Em Spa-Francorchamps, Schumacher disputou sem primeiro Grand Prix de Fórmula 1, em 1991, e ganhou sua primeira corrida em 1992. O alemão também é cidadão honorário da cidade de Spa.