rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acidente Brasil Brasileira Jogos de Inverno Rússia Sochi

Publicado em • Modificado em

Queda tira Isabel Clark da semifinal do Snowboard Cross

media
Snowboarder brasileira, Isabel Clark. ©CBDN

“Uma queda impediu a brasileira Isabel Clark de fazer história para o esporte latino-americano no Snowboard Cross”. Assim a Agência Francesa de Notícias, AFP, lamentou o desempenho da snowboarder carioca, de 37 anos, na pista Olímpica de Sochi, neste domingo (16). A prova foi vencida pela tcheca Eva Samkova.


Isabel Clark se classificou muito bem nas etapas disputadas esta manhã e por muito pouco não passou às semifinais da competição. A queda a tirou da terceira colocação na segunda bateria das quartas de final. Na colocação geral, a atleta ficou em 14ª posição, cravando o melhor resultado brasileiro nesses Jogos de Inverno.

A vencedora olímpica do Snowboard Cross foi a tcheca Eva Samkova. A medalha de prata foi conquistada pela canadense Dominique Maltais e a de bronze pela jovem francesa Chloé Trespeuch, de apenas 19 anos, para a alegria da França que soma agora 6 medalhas em Sochi.

Acidentes graves

Outros esquiadores caíram na pista Olímpica de Sochi, mas as quedas foram muito mais graves. Na abertura da classificatória de Snowbord Cross hoje, duas atletas foram retiradas de maca: a americana Jacqueline Hernandez e a norueguesa Helene Olafsen.

Ainda neste domingo, esquiadores de outras modalidades também caíram com gravidade. As quedas despertaram preocupação no dia seguinte que a esquiadora russa de freestyle, Maria Komissarova, caiu na pista Extreme Park e fraturou a coluna vertebral.

A segurança das pistas de Sochi foi aprovada pelas federações nacionais, declarou o Comitê Olímpico Internacional, ressaltando que esses acidentes infelizmente lembram os riscos e perigos desses esportes radicais.

Quadro geral

No quadro geral de medalhas, a Alemanha lidera os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi com 12 medalhas, sendo 7 de ouro. Em segundo lugar está a Holanda, com 17 medalhas (5 de ouro), e em terceiro a Noruega, com 14 medalhas (5 de ouro).