rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Jogos Olímpicos Jogos de Inverno Tóquio Jogos Olímpicos de Londres Olímpiadas

Publicado em • Modificado em

COI autoriza candidaturas múltiplas e mais modalidades em futuras Olimpíadas

media
Sessão do COI, em Mônaco. REUTERS/Eric Gaillard

Reunido em Mônaco para uma sessão anual, o Comitê Olímpico Internacional (COI) autorizou, nesta segunda-feira (8), candidaturas conjuntas de cidades ou países para sediar os Jogos Olímpicos a partir de 2024. Os membros do Comitê também deram sinal verde para o aumento do número de modalidades esportivas na programação do evento.


Os 104 membros do COI estão reunidos nesta segunda e terça-feira, em Mônaco, para a 127ª sessão anual que discute o projeto Agenda 2020. Apresentado pelo presidente Thomas Bach, o documento tem quarenta recomendações com o objetivo de reduzir custos, garantir o legado para os organizadores, maior transparência e promover a sustentabilidade.

Os membros do COI adotaram por unanimidade o princípio de uma candidatura conjunta de duas cidades ou dois países para apresentação de suas candidaturas. A nova regra passa a vigorar a partir das Olimpíadas de 2024.

"Para garantirmos um sucesso contínuo, é preciso sermos mais abertos e flexíveis, e que as cidades possam apresentar propostas diferentes", explicou John Coates, vice-presidente da comissão executiva do COI.

Aumento de esportes no programa

Outra novidade da Agenda 2020 aprovada pelo Comitê é com relação à possibilidade de aumentar o número de modalidades na programação esportiva. A medida vale tanto para as Olimpíadas de Verão quanto para as de Inverno, mas terão que manter o limite de provas e atletas selecionados para as competições.

Os Jogos de Londres-2012 tiveram, no total, 26 modalidades. Franco Carraro, relator do grupo de trabalho sobre a composição do programa olímpico, explicou que o número de esportes pode aumentar para 29 ou 30, caso seja aceito pela COI.

"Isso representa um grande passo para a organização dos Jogos Olímpicos", comemorou o presidente do COI, Thomas Bach. A cada quatro anos, um esporte novo, uma modalidade ou prova nova será integrado na edição dos Jogos.

O COI, no entanto, vai controlar o limite de atletas e provas no evento. Atualmente, são 10.500 esportistas participando de 310 provas durante as Olimpíadas de Verão, e 2.900 atletas e 100 provas na edição de Inverno.

A Agenda 2020 do COI entrará em vigor a partir de sua adoção e poderá promover as mudanças do número de modalidades a partir dos Jogos de Inverno de PyeongChang, em 2018, e das Olimpíadas de Tóquio, em 2020. Os organizadores japoneses já querem inscrever o basebol e o softbol no programa.