rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

China Jogos de Inverno Olímpiadas Jogos Olímpicos

Publicado em • Modificado em

Pequim será 1ª cidade a realizar Olimpíadas de inverno e verão

media
A esquiadora chinesa Li Nina (e) cumprimenta a delegada da cidade de Almaty, no Cazaquistão, depois que Pequim foi anunciada como a cidade sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022. REUTERS/Mohd Rasfan

Pequim organizará os Jogos Olímpicos de Inverno em 2022, depois de superar Almaty, no Cazaquistão, na votação que o Comitê Olímpico Internacional (COI) realizou nesta sexta-feira (31) em Kuala Lumpur. A informação foi anunciada pelo presidente da organização, Thomas Bach. A capital chinesa será a primeira cidade na história olímpica a se tornar sede dos Jogos de Verão, em 2008, e de Inverno.


Em uma votação mais acirrada do que o previsto, na qual participaram os 85 membros do COI com direito a voto, Pequim superou Almaty por 44 votos contra 40, com uma abstenção. "Com a experiência que tivemos na China, essa é uma escolha segura", disse Bach.

Anunciados como favoritos, antes da votação, os delegados chineses apresentaram uma mensagem do presidente Xi Jinping. Ele garantiu que dará um "forte apoio" ao evento e que ele será "fantástico".

Orçamento baixo

Pequim apresentou uma candidatura com um orçamento muito baixo, de US$ 3 bilhões, em comparação com os jogos de 2008. Com o evento, os organizadores anunciaram ter "objetivos regionais" e popularizar os esportes de inverno "entre as 300 milhões de pessoas que vivem no norte da China".

A capital chinesa deve reutilizar uma parte das instalações de 2008. No entanto, ainda não dispõe de centros de alto nível para as competições que serão disputadas ao ar livre. "Sabemos que a China vai cumprir seus engajamentos e promessas", disse Thomas Bach.

Pequim acolherá a 24ª edição dos Jogos de Inverno. A próxima edição será celebrada na cidade sul-coreana de Pyeongchang, em 2018. As primeiras Olimpíadas de Inverno foram realizadas em Chamonix, na França, em 1924.

(Com informações da AFP)