rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Acordo do Brexit recebe apoio preliminar do Parlamento britânico

GP Fórmula 1 Sochi Rússia Vladimir Putin

Publicado em • Modificado em

Hamilton vence GP na Rússia e se aproxima de 3° título mundial

media
Lewis Hamilton comemora vitória em Sochi. AFP

O piloto britânico Lewis Hamilton, da escuderia Mercedes, venceu o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1, neste domingo (11), em Sochi, chegando logo à frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari) e do mexicano Sergio Perez (Force India). O brasileiro Felipe Massa (Williams) fez corrida de recuperação e chegou em 4º. Massa também está em quarto na colocação geral de pilotos.


Largando na 2ª colocação, Hamilton, bicampeão do mundo, aproveitou o abandono do companheiro de Mercedes, o alemão Nico Rosberg, na 8ª volta, para assumir a liderança da prova e chegar à 42ª vitória na F1. A premiação foi feita pelo presidente russo, Vladimir Putin.

Massa, que largou da 15ª colocação e chegou em quarto, não foi o único brasileiro a comemorar um bom resultado ao receber a bandeirada final. Felipe Nasr, da Sauber, saiu da 11ª posição, também fez boa corrida de recuperação e chegou em 7º. Nasr está agora na sexta posição do ranking. Os dois brasileiros foram beneficiados pelos muitos acidentes e abandonos no GP da Rússia.

Acidente

No acidente mais impressionante, o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, disputava um lugar no pódio com Valtteri Bottas, da Williams, quando, na última volta, se precipitou e bateu no compatriota, que abandonou. Raikkonen ainda cruzou a linha de chegada em 5º, atrás de Massa, mas depois de ter sido investigado pela direção da prova foi punido com 30 segundos de penalização e caiu para 8º.

Com a sanção de Raikkonen, a Ferrari deixa de somar 6 pontos, o que a impede de alcançar na classificação do Mundial de Construtores a Mercedes, que assegura assim seu segundo título consecutivo.

Um dos momentos decepcionantes foi o 10° lugar do bicampeão Fernando Alonso, que marcou apenas um ponto nesse GP que foi o de número 250 em sua carreira.