rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Imprensa Esporte Futebol

Publicado em • Modificado em

Jornal francês destaca Fabinho, do Monaco, "o melhor volante do futebol europeu"

media
Matéria publicada no jornal Aujourd'hui en France nesta terça-feira (11) sobre o meia Fabinho, capitão do Monaco. Reprodução/Aujourd'hui en France

Nos jornais que chegaram às bancas nesta terça-feira (11), a editoria de esportes se concentra sobre o duelo Monaco contra o clube alemão Borrusia Dortmund, nesta noite, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O diário Aujourd'hui en France publica um perfil do brasileiro Fabinho, ou "Fabi", como é chamado na França o meia do Monaco, considerado pelo técnico português Leonardo Jardim como "indispensável" e "o melhor volante do futebol europeu".


Para o Aujourd'hui en France, há duas versões do Monaco: uma com Fabinho e outra sem. Segundo o diário, o clube é dependente do meia, com quem vence 75% das partidas. Na ausência do craque brasileiro, as estatísticas apontam que as chances de vitória do time caem para 40%.

Aos 23 anos, o meia que chegou há quatro temporadas no clube francês perdeu apenas uma partida em 2017 e sua impecável performance em campo o tornou o astro do Monaco. "Tudo gira em torno dele. Ele tem um poder de atração inacreditável, domina o jogo e a equipe. Além disso, tecnicamente e fisicamente, ele é superior", diz o treinador Leonardo Jardim.

O clube francês já lamenta, no entanto, a futura partida do brasileiro, provavelmente para a Juventus de Turim ou um dos dois Manchester. Mas, para levar a estrela máxima do Monaco, os clubes deverão desembolsar nada menos do que € 40 milhões.

Revista aposta que Neymar vai levar a próxima Bola de Ouro

Na capa da revista France Football que chegou às bancas nesta manhã, um outro brasileiro: Neymar. "Mas, sim, ele visa a Bola de Ouro", diz a manchete, que ressalta que o atacante brasileiro precisa do prêmio para laurear sua carreira.

"Não sabemos ainda até onde irá o Barça nesta Liga dos Campões. Sabemos apenas que o atacante brasileiro levou nas costas seu clube nesta temporada, da mesma maneira que um de seus gloriosos compatriotas, Rivaldo, salvou a temporada do Barcelona em 2001", escreve a revista.

France Football salienta que não é de hoje que Neymar brilha no futebol europeu, mas considera que suas capacidades técnicas, sua velocidade e seu potencial de liderança estão no auge. Mas, aos 25 anos, o atacante brasileiro chegou em um momento de florescimento inédito, de performance máxima e mais goleador que nunca. E Neymar está consciente disso, diz a revista. Em uma recente entrevista, o craque reconheceu ter ganhado maturidade e viver o melhor momento de sua carreira.

Por isso, ressalta a revista, se o Barça levar a Liga dos Campeões, a Bola de Ouro deve ficar ou com Neymar ou com Messi. Segundo a France Football, se o brasileiro quiser mesmo conquistar o prêmio máximo do futebol ele vai ter que trabalhar duro para bater seu companheiro de equipe ou seu principal rival nesta disputa, Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.