rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Ténis Esporte Brasil Vitória Wimbledon

Publicado em • Modificado em

Marcelo Melo é campeão nas duplas de Wimbledon

media
O tenista brasieliro Marcelo Melo celebra sua vitória na final de duplas em Wimbledon, neste sábado 15 de julho de 2017. REUTERS/Matthew Childs

O tenista brasileiro Marcelo Melo é campeão nas duplas de Wimbledon pela primeira vez. Ele conquistou o título inédito no torneio inglês no sábado ao lado do polonês Lukasz Kubot e realizou um sonho de infância. Ele é o primeiro brasileiro a levantar um troféu na grama inglesa em mais de 50 anos. E neste domingo (16), na final individual, o suíço Roger Federer pode entrar para a história.


A vitória contra a dupla formada pelo austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, por 3 sets a dois, parciais de 5-7, 7-5, 7-6 (7-2), 2-6 e 13-11, aconteceu após uma partida maratona, que durou 4h40.  O duelo confirmou a excelente fase junto com o polonês, com quem faz dupla desde o início do ano, conquistando os torneios de Miami, Madrid, Halle e S-Hertogenbosch.

 

A partida foi muito equilibrada e as duas duplas tiveram dificuldades para quebrar o serviço adversário. O brasileiro atravessou um momento de dificuldade diante dos poderosos saques rivais, mas aos poucos voltou a acertar. Após 4 horas e 34 minutos, a partida foi suspensa por falta de luz natural e para o fechamento da cobertura. A paralisação fez bem para a dupla do brasileiro, que voltou confirmando o saque e abrindo vantagem. Na sequência, mesmo com o saque de Pavic, que fez excelente partida e deu muito trabalho nas devoluções dos saques, Kubot e Melo conseguiram quebrar o serviço, fechar o quinto e último set em13-11 e conquistar o Grand Slam na grama.

Melo é o primeiro brasileiro a conquistar um título em Wimbledon após Maria Esther Bueno em 1966. Com a participação na final, o tenista mineiro voltou à liderança do quadro masculino de duplas.

Final individual

Neste domingo, o suíço Roger Federer disputa a final individual em Wimbledon contra o croata Marin Cilic e pode se tornar o primeiro tenista a vencer o torneio de Wimbledon oito vezes. Aos 35 anos, Federer é o favorito na 131ª edição do Grand Slam na grama que é a superfície preferida do suíço. Nesta edição, ele não perdeu nenhum set até agora.

Federer acumula 18 títulos de Grand Slam na carreira, enquanto Cilic, de 28 anos, quer levantar o segundo, após conquistar o US Open em 2014. "Ficaria muito feliz em fazer história em Wimbledon. É algo grande, adoro este torneio. Todos meus sonhos de atleta se materializaram aqui", explicou. "Ter outra oportunidade de tentar um oitavo título, estar tão próximo dele, é uma sensação incrível. Estou muito feliz", acrescentou o suíço. O tenista chegou à final em Wimblendon 11 vezes.

O veterano quer levantar seu quinto título da temporada no torneio inglês, após o Aberto da Austrália, os Masters 1000 de Indian Wells e Miami, e o torneio de Halle.