rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Futebol Neymar Emmanuel Macron

Publicado em • Modificado em

Governo francês comemora vinda de Neymar para o PSG

media
O presidente francês Emmanuel Macron (centro) encontrou com o presidente do PSG, Nasser al-Khelaifi (esquerda), em um evento no centro recreativo na cidade de Moisson. REUTERS/Philippe Wojazer

O presidente Emmanuel Macron disse nesta quinta-feira (3) que a contratação do brasileiro Neymar pelo Paris Saint-Germain é "uma boa notícia" e um sinal do "poder de atração" da França. Já o ministro das Contas Públicas comemorou que o jogador mais caro da história do futebol pagará impostos no país.


Na manhã desta quinta-feira (3), Emmanuel Macron teve uma breve conversa com o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, durante visita a um centro recreativo, na cidade de Moisson, na região parisiense.

"Parabéns, soube que há boas notícias", disse Macron a Al-Khelaifi, referindo-se à chegada da estrela do futebol brasileiro.

"Sim, é uma boa notícia, é um atrativo", disse o presidente francês à imprensa, pouco antes de a Liga espanhola de futebol ter recusado o pagamento dos € 222 milhões da cláusula de rescisão do contrato de Neymar com o Barcelona.

Decisão que pode retardar a transferência, mas não pode impedir o brasileiro de deixar o clube catalão.

O presidente francês Emmanuel Macron(centro), em um evento no centro recreativo em Moisson. REUTERS/Philippe Wojazer

Mais impostos para o Estado francês

Já o ministro francês das Contas Públicas, Gérald Darmanin, expressou satisfação com os impostos que Neymar terá que pagar na França, caso a transferência do astro brasileiro ao PSG seja confirmada.

"É melhor que este jogador pague impostos na França ao invés de pagar em outro lugar", afirmou ao responder uma pergunta sobre o alto valor da transferência: € 222 milhões de euros (R$ 820 milhões).

"Quando você é ministro, há o dever de defender os interesses do Estado e os interesses do Estado são de que as pessoas paguem impostos na França", completou Darmanin.

Neymar, que se despediu dos colegas de time do Barcelona na quarta-feira, deve chegar nas próximas horas a Paris. A apresentação à imprensa e aos torcedores do PSG está prevista para sexta-feira ou sábado, de acordo com uma fonte próximas às negociações.