rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Barcelona Neymar Paris Saint-Germain (PSG)

Publicado em • Modificado em

“Quero fazer história no PSG”, diz Neymar

media
Coletiva em Paris do atacante Neymar, novo contratado do PSG.04/08/17 REUTERS/Christian Hartmann

O bom humor de Neymar marcou a entrevista coletiva de apresentação do jogador à imprensa. “Estou muito feliz, quero novos desafios”, disse o mais recente contratado do Paris St Germain, vestido de terno, mas bastante descontraido, diante de uma sala repleta de jornalistas.


O brasileiro disse que foi uma decisão difícil deixar o Barcelona, pois já estava adaptado à cidade e onde fez muitos amigos. “Fui muito feliz, fui muito bem recebido, não tenho porque estar triste, pelo contrário, fiz uma boa história no Barcelona, com títulos”, disse Neymar sobre o Barça.

A respeito de críticas de que sua decisão foi movida pelo valor envolvido, ele rebateu: “Sigo meu coração, independentemente do dinheiro. Lamento que as pessoas pensem dessa maneira. Isso me deixa triste. Elas não sabem nada da minha vida, não penso em dinheiro em primeiro lugar, mas na minha felicidade e da minha família". Neymar aliás, chegou à coletiva de imprensa acompanhado de familiares.

Ao lado na mesma mesa, Nasser Al-Khelaïfi, diretor do PSG, acrescentou: “ele poderia ganhar muito mais em outro clube, mas Neymar ama o futebol e gosta de desafios, como ele acabou de dizer. Ele veio para fazer a história do clube”.

"Passei pelo campo e já deu vontade de jogar"

Indagado sobre quando vai ser a primeira partida pelo novo clube, Neymar respondeu que está pronto. “Dei uma parada de dois dias, por conta dos acontecimentos, mas estou preparado, passei pelo campo e já deu vontade de pôr a camisa do PSG e jogar. Jogar bola é o que eu mais gosto de fazer, por que não amanhã?”, perguntou brincando.

A respeito sobre como vai ser seu posicionamento em campo, Neymar disse que ainda não conversou com o treinador Unai Emery. “Já disse que gosto de jogar em qualquer posição, contanto que esteja entre os onze em campo, pode ser até de goleiro”.

"Sou um cidadão normal, como todo brasileiro"

Sobre o peso de jogar no PSG, Neymar soltou outra gracinha: “O peso é 69kg, continua o mesmo”. Quando um repórter perguntou ao presidente do clube sobre uma eventual multa rescisória que o PSG imporia antes dos cinco anos de contrato, Neymar interveio: “Calma, acabei de chegar!”.

A uma repórter que perguntou a Neymar se ele se sentia um cidadão do mundo, um cidadão a serviço do marketing ou um brasileiro, ele respondeu: “Um cidadão normal, como todo brasileiro. Muito feliz e agradecido a Deus por estar me colocando nos melhores lugares”.

Neymar: quero fazer história no PSG 04/08/2017 Ouvir