rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Esportes
rss itunes

Neymar faz popularidade do PSG aumentar entre brasileiros 

Que o Neymar é popular no Brasil não há dúvidas. E com a sua chegada ao Paris Saint-Germain, o time só tem a ganhar em termos de visibilidade pelo mundo todo. A prova é que o número de seguidores do fã-clube nas redes sociais não para de crescer.

Marcos Fernandes, colaboração especial para RFI Brasil

O administrador do fã-clube oficial do PSG em São Paulo, Victor Rodrigues, constata entusiasmado o aumento relevante dos seguidores nas redes sociais, um fenômeno causado pela chegada do atacante ao time parisiense.

“Não vou falar em explosão, mas foram números bastante expressivos de interações nas redes sociais, seguidores, curtidas no Facebook. Foi algo que eu já esperava, quando os outros brasileiros chegaram houve um crescimento nas redes. Mas Neymar foi algo sem precedentes mesmo. No Twitter, a gente tinha cerca de 11.000 seguidores, e desde os rumores até agora a gente já ganhou mais mil. No Facebook, foram mais de setecentas curtidas na página. Se você for contar, a gente pode chegar ao número de cerca de 2.000 novas pessoas interagindo com nossas redes a partir do momento em que os rumores sobre Neymar começaram a chegar”.

As contas oficiais do PSG nas redes sociais também aumentaram rapidamente em número de seguidores desde os rumores da transferência, há cerca de um mês: foram um milhão de novos usuários no Facebook, ficando com 31 milhões no total, 700 mil no Instagram, que agora conta com 8,9 milhões e 300 mil no Twitter, que tem atualmente 4,9 milhões.

Carisma imbatível

A razão principal parece óbvia para os amantes de futebol: o carisma do jogador. É o que diz Francisco, médico de Niteroi, que estava de passagem pela loja oficial do PSG na avenida Champs-Elysées procurando uma camisa do craque para o neto. “O PSG sempre foi um clube de ponta, um clube que sempre investiu muito. Nesses últimos jogos o clube quase chegou… mas com Neymar eu acho que ele vai chegar lá. Porque Neymar não é pra ser coadjuvante. Com o Messi, seriam dois astros no Barcelona. Então, Neymar vai ser uma referência no PSG e com certeza vai aumentar a popularidade aqui, na França, e no Rio também. Eu vim aqui comprar uma camiseta para o meu neto. O Neymar tem um carisma muito grande, onde ele chega, ele conquista. Menino pobre, conquistou tudo, hoje você vê a grana que o PSG está investindo nele. Então, com seu carisma, ele vai conquistar os franceses”.

Essa é a mesma opinião de Marisa, Relações Públicas, também de Niteroi: “Acho que vai aumentar a popularidade entre os brasileiros e entre os franceses também, os que não são torcedores vão torcer muito. Porque ele é uma pessoa cativante, ele é um excelente jogador, e ele tem aquela coisa de ser simpático, de ser acolhido. Eu fiquei vendo a quantidade de crianças americanas e francesas que estão comprando as coisas do Neymar. Porque ele é um artista também, né? Talvez seja o Garrincha do século XXI e ele gosta de fazer esse papel, ele gosta de ser gentil. Ele teve uma boa educação, então, ele passa aquela coisa do bom filho, isso para a criança é uma coisa legal. Não é qualquer um, você pega um trilhão de jogadores e um é Neymar”.

Novos torcedores

Teve até quem passou a conhecer o time por causa do Neymar, como a pedagoga Cristina. “Não conhecia o PSG antes do Neymar. Até porque acompanho muito pouco futebol. A gente acaba tendo uma ‘visibilidade’ maior. Ele é um bom jogador, mas também é muito carismático com a população de modo geral. Ele acaba conseguindo fazer com que as pessoas se encantem, por ele e pelo futebol”.

E também quem afirma que vai torcer para o jogador por onde ele passar, como o empresário Eduardo. “Torcia para o time do Neymar, o Barcelona. Agora vamos torcer para o PSG, com certeza. Eu acho que ele já conquistou o coração dos franceses, pela popularidade que a gente vê na mídia já percebemos o que o Neymar está causando aqui na França e em Paris. Estamos aqui em frente à loja do PSG e já vimos o volume de pessoas tirando selfies e fotos. Provavelmente vou comprar a camisa, mas vamos ver o valor”.

Maior ídolo de todos os tempos

O francês Olivier Labrousse acha que o time já é popular entre os brasileiros, graças a outros craques que passaram por sua história como Raí ou Leonardo. Mas Neymar vai reforçar ainda mais a imagem do time no mundo todo. “Acho que o PSG vai ser conhecido, mas ele já era bastante popular porque tivemos muitos brasileiros desde os últimos 30 anos. Mas Neymar vai chamar a atenção ainda mais. Acho que o valor pago é uma questão pouco importante, já que estamos no mundo do marketing e se o PSG decidiu assinar o contrato é porque eles sabem que é um investimento que será interessante. Neymar vai ganhar visibilidade no PSG, vai ser uma estrela, e o time vai ganhar em retorno graças a ele. Muito provavelmente vou comprar a camisa do Neymar”.

Victor Rodrigues, do fã clube do PSG em São Paulo, aposta que Neymar será o grande ídolo brasileiro do clube.“Claro que o PSG tem um histórico de ter brasileiros, a gente lembra bem fácil o Valdo, Raí, Leonardo, Ronaldinho Gaúcho. Mas como o PSG está num momento de grande ascensão em nível europeu e mundial, brigando com os times grandes da Europa, o Neymar, nesse contexto, tem chance de ser o grande ídolo do PSG com sobra. Dado o sistema em que o PSG está inserido e a luta por títulos continentais e mundiais, o Neymar tem tudo para ser o grande ídolo do PSG com certeza”, conclui o torcedor.

 

“Jogadores sabem que clássico contra Olympique é especial”, diz treinador do PSG

A “fábrica” de campeões olímpicos da França prepara geração para 2024

Handebol feminino do Brasil: amistosos contra a França testam nível da seleção para Mundial

PSG de Neymar e Mbappé deixou campeonato francês desnivelado, dizem brasileiros do Lyon

Um ano depois, especialistas analisam o legado dos Jogos Olímpicos do Rio

“Brasileiro precisa vencer para 24 Horas de Le Mans ser mais conhecida no país”, diz Bruno Senna

Guga recebe anel do Hall da Fama em Roland Garros: “Vir aqui é sempre especial”

“Preciso melhorar alguns detalhes para voltar entre os 50 melhores”, diz Bellucci

Hilton Vitorino, zagueiro do Montpellier: “o vovô do futebol francês”