rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Ténis Racismo

Publicado em • Modificado em

Tenista brasileiro é multado após gesto considerado racista

media
Interpretado como um insulto racista, gesto de Guilherme Clezar foi transmitido ao vivo nas televisões japonesas. Captura de vídeo/Youtube/TvM Sports

O tenista Guilherme Clezar recebeu neste sábado uma multa de US$ 1,5 mil (cerca de R$ 5 mil) após um gesto considerado racista durante um jogo contra o japonês Yuchi Sugita. O brasileiro negou a conotação xenófoba de seu ato e pediu desculpas.


Clezar, 244º no ranking, pediu desculpas por seu gesto visto como uma alusão aos olhos puxados dos asiáticos, na sexta-feira (15). O episódio ocorreu durante a partida da Copa Davis entre Brasil e Japão, quando foi derrotado por Yuchi Sugita, 42º mundial.

O brasileiro negou qualquer intenção racista em seu gesto, feito logo após uma decisão do juiz de linha. As imagens foram transmitidas ao vivo pela televisão japonesa.

Em mensagem postada no Facebook da Federação Brasileira de Tênis, Clezar garantiu que "nunca" teve "a menor intenção de ser agressivo, ou racista, com o povo asiático". O tenista disse ainda que o gesto "não corresponde à atitude de respeito, emoção e solidariedade que o esporte deve representar" e, por isso, "lamenta" o ocorrido, expressando suas "mais sinceras desculpas".

Mesmo assim, a Federação Internacional de Tênis (ITF na sigla em inglês) decidiu sancionar o jogador. Em um comunicado, a entidade diz “condenar todas as formas de comportamento abusivo”.

Sugita bateu Clezar com parciais de 6-2, 7-5 e 7-6. Outro brasileiro, Thiago Monteiro, também foi derrotado por Go Soeda, com parciais de 3-6, 6-4, 6-3, 6-7 e 6-4.

O Brasil terá de esperar até domingo (17) para tentar se recuperar, após o adiamento da partida de duplas, neste sábado, em Osaka, pelas fortes chuvas.