rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Campeonato Francês Estádio Futebol Acidente

Publicado em • Modificado em

França abre investigação após queda de grade que deixou 29 feridos em jogo

media
A grade da arquibancada do estádio de Amiens, no norte da França, cedeu na noite deste sábado, 30 de setembro de 2017. Cedric Cazier/via REUTERS

A justiça francesa abriu neste domingo (1) uma investigação por ferimentos involuntários, após a queda de uma grade de arquibancada que deixou 29 torcedores feridos, cinco deles em estado grave. O acidente aconteceu durante o jogo entre Amiens e Lille, na noite de sábado (30), válido pela décima rodada da Liga Francesa. As condições do estádio de Amiens geram polêmica.


A grade da arquibancada do no estádio La Licorne, em Amiens, no norte da França, cedeu quando os torcedores comemoravam o primeiro gol da partida, marcado pelo Lille. O jogador Fodé Ballo-Touré, autor do gol, se dirigiu para a arquibancada para comemorar com os torcedores que avançaram sobre grade que separava a tribuna lateral do gramado

Dezenas caíram de aproximadamente 1,5 metro e foram esmagados por seus companheiros. "Aconteceu de repente. Nem sequer sei quem fez o gol. De repente, tudo caiu em cima de mim. Nem sons, nem imagens... Só lembro de ser evacuado pelos bombeiros", contou à AFP Geroges Penel, um dos feridos.

O jogo foi interrompido aos 16 minutos e não foi retomado. O ministro do Interior, Gérard Collomb, anunciou pelo Twitter a ativação de um 'plano NOVI', ou seja, "um plano de emergência para socorrer um número importante de vítimas em um mesmo lugar" e que "mobiliza todos os atores da rede de emergências", segundo informação do ministério.

O incidente provocou confusão no estádio, com membros da Cruz Vermelha e bombeiros prestando os primeiros socorros aos feridos em frente da tropa de choque no gramado.

Polêmica sobre estádio

A investigação deve esclarecer porque a grade cedeu e se houve negligência. O Estádio La Licorne, do Amiens, inaugurado em 1999 e com capacidade para 12 mil torcedores, está em processo de renovação. O Amiens disputa a Liga 1 pela primeira vez em sua história e por isso faz obras para modernizar a casa.

Uma auditoria, feita em 2016, revelou "graves perigos" no local por falta de manutenção pelas autoridades municipais, proprietárias do La Licorne

O presidente do Amiens, Bernard Joannin, negou qualquer problema com as condições da grade. Ele disse que os torcedores do Lille “se lançaram de forma desordenada contra a barreira, que estava em perfeito estado", iniciando a polêmica.

O diretor-geral do Lille, Marc Ingla, chamou Joannin de "irresponsável", afirmando que ao presidente do Amiens "parece não ter lucidez e foi precipitado em suas declarações".

O prefeito de Amiens, Alain Gest, deputado do partido conservador Os Republicanos, garantiu que o ocorrido "não tem estritamente nenhuma relação com a reforma no estádio".

(Com informações da AFP)