rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Imprensa Paris Saint-Germain (PSG) Futebol

Publicado em • Modificado em

Imprensa francesa destaca rápida evolução de Marquinhos no PSG

media
O zagueiro Marquinhos, membro indispensável do clube parisiense, segundo o Aujourd'hui en France desta quarta-feira (18). Le Parisien/Reprodução

O jornal Aujourd'hui en France dedica duas páginas de sua edição desta quarta-feira (18) a um brasileiro: o zagueiro Marquinhos, que, aos 23 anos, tornou-se um jogador indispensável ao Paris Saint-Germain. 


O mês de outubro do craque é só alegrias, escreve o jornal Aujourd'hui en France. Em alguns dias, Marquinhos vai ser papai do primeiro filho. Foi também neste mês que ele recebeu a braçadeira de capitão da Seleção Brasileira na partida em que o Brasil venceu o Chile por 3 a 0, em 11 de outubro. Na liderança das duas últimas partidas do PSG, "o patrão da equipe" - diz o diário -, levou o time a bater o Bordeaux por 6 a 2 e o Dijon por 2 a 1.

"Podemos falar de uma aceleração na carreira quando nos encontramos, aos 23 anos, na terceira posição da hierarquia dos capitães, atrás de Thiago Silva e Thiago Motta, em uma equipe que conta com um orçamento de € 540 milhões", salienta Aujourd'hui en France.

Uma líder natural

Para o plantel do PSG, a evolução de "Marqui", como é carinhosamente chamado na França, é natural. "O papel de capitão combina com ele, porque ele é um líder otimista", diz o ex-jogador do clube parisiense, Benjamin Stambouli. O meia elogia o trabalho de líder do zagueiro brasileiro, ressaltando seu bom humor, sua gentileza, a forma como motiva os colegas de equipe, com longas conversas com o grupo antes das partidas.

A boa comunicação de Marquinhos com o time se deve ao fato também que o craque domina, além de sua língua materna, o francês e o italiano, reitera Stambouli. A garra do brasileiro também impressiona os colegas: "Nunca o vi abatido. Quando eu estava no clube e ele ainda não era titular, brigava muito para integrar a equipe principal. Isso também é algo que impressiona os jogadores", sublinha.

Sobram elogios também da parte do treinador Unai Emery, que diz: "Marquinhos em Paris é uma referência. Estamos muito contentes com ele. Ele assume suas responsabilidades e ganha espaço com suas boas performances. Se fosse um jogador médio, não teríamos lhe passado a braçadeira de capitão", garante o técnico do PSG.

169 jogos sem jamais ter sido expulso

Na noite desta quarta-feira, Marquinhos disputa sua trigésima segunda partida da Liga dos Campeões pelo PSG, contra o Anderlecht, na Bélgica. Já pelo PSG, o zagueiro contabiliza, no total, 169 jogos, sem jamais ter sido expulso, salienta Aujourd'hui en France.

Modesto, o jovem craque diz que seu desempenho é resultado de um processo de aprendizagem junto a outros capitães. "É um prazer, uma honra e muita responsabilidade dentro e fora do campo", afirma Marquinhos.