rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Copa de 2018 Futebol Imprensa Itália

Publicado em • Modificado em

Itália fora da Copa: o “apocalipse” para a imprensa italiana

media
Seleção italiana chora a desclassificação para a Copa do Mundo de 2018 (Foto: Reuters)

Os jornais e sites italianos não esconderam a decepção pela eliminação da seleção italiana da Copa do Mundo de 2018. Esta será a primeira vez desde 1958 que a equipe não participa da competição.


O título do Corrière della Sera, principal publicação italiana, é “Sem Mundial depois de 60 anos”, que traz a foto do capitão Gigi Buffon chorando. “Um Mundial sem Itália, mas principalmente uma Itália sem Mundial. Adeus às noites mágicas, aos grupos de torcedores com um pedaço de pizza e uma cerveja, à ilusão de que ainda somos levados em conta para alguma coisa, pelo menos no futebol”, escreve o colunista Massimo Gramellini em uma coluna.

O título da “Gazzetta dello Sport” é “Fim”, que também traz a imagem do capitão Buffon. O jogador colocou fim à sua carreira internacional nesta segunda-feira. A manchete do “La Repubblica” é “Derrota da Azzurra, o Mundial sem a Itália. As lágrimas de Buffon: nós fracassamos”. O jornal de esquerda lembra as repercussões negativas que a desclassificação trará não somente para o futebol, mas também para o PIB do país.

"Todo Mundo Fora"

“Apocalipse Azzurra, adeus Mundial”, é o título do “La Stampa”; que fala em um retrocesso de 60 anos. “Há coisas piores na vida, mas é difícil de engolir”, lembra o cotidiano. Já o jornal esportivo Tuttosport traz em suas páginas que a Itália não irá ao Mundial “porque ela merece”. O “Corriere dello Sport” propõe a demissão do técnico Ventura e de todo o time, com o título “Todo mundo fora.”

Para garantir uma vaga no Mundial, a seleção italiana deveria vencer a Suécia, após ter perdido a primeira partida por 1 a 0 na casa do adversário. No entanto, a Squadra Azzurra não saiu de um empate sem gols no estádio San Siro, em Milão, resultado que eliminou a equipe treinada por Giampiero Ventura.