rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Esportes
rss itunes

Cristiano Ronaldo: "remontada" contra Messi pelo troféu Bola de Ouro

Por Elcio Ramalho

Um anúncio espetacular, na Torre Eiffel em Paris, consagrou pela quinta vez o atacante português Cristiano Ronaldo como melhor jogador do mundo. Iluminado pelos holofotes do famoso monumento, CR7 exibiu o mais novo troféu para sua coleção: a Bola de Ouro, oferecida pela revista France Football.

Não foi surpresa para ninguém. Semanas depois de ter recebido o prêmio The Best da Fifa, o português voltou a brilhar e confirmar sua fase excepcional.

Segundo a publicação francesa, a votação foi quase unânime entre os 176 eleitores, jornalistas e especialistas em futebol. Foram quase 90% dos votos em Cristiano Ronaldo no lugar mais alto do pódio. O português terminou em primeiro com 946 pontos, seguido de longe por seu grande rival, o argentino Lionel Messi, que conquistou 670 pontos, e em terceiro, pelo brasileiro Neymar, que ficou com 361.

Na temporada coroada de sucesso, Cristiano Ronaldo faturou quase tudo com o Real Madrid na temporada, campeonato espanhol, Supercopa da Europa e da Espanha e a famosa Liga dos Campeões, na qual foi artilheiro com 12 gols, sendo dois na final contra a Juventus.  

Em entrevista exclusiva à revista que o premiou, Cristiano Ronaldo disse, sem nenhuma modéstia “ser o melhor jogador da história”.

Na Torre Eiffel, CR7 foi homenageado na frente de outros grandes nomes que fizeram história no Real Madrid como o atacante Raúl, e os brasileiros Roberto Carlos, Kaká e Ronaldo, esses dois últimos, também vencedores da Bola de Ouro.

Diante da constelação de craques, o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, chamado para comentar o quinto troféu de Cristiano Rolando, colocou o português como melhor do mundo, e herdeiro de outra lenda do clube espanhol, Alfredo di Stéfano, ídolo merengue dos anos 1950 e 1960.

“Estou muito contente de estar aqui com todos esses jogadores, de uma outra época, e também com Cristiano Ronaldo. Para todos os ‘madridistas’, esse quinto troféu Bola de Ouro é uma honra. É o reconhecimento para o melhor jogados de futebol do mundo que é Cristiano Ronaldo”, declarou. 

“Ele tem todos os valores do Real Madrid: o esforço, o respeito, o trabalho coletivo. É o jogador mais completo depois de Alfredo di Stéfano. Para mim, ele é o herdeiro de Alfredo di Stéfano”, comparou.  

“Remontada” contra Messi

Cristiano Ronaldo ergueu seu primeiro troféu em 2008, viu Messi conquistar os outros quatro seguintes, e voltou a ser o melhor do mundo em 2013, 2014, 2016 e agora 2017.

Nabil Djelitt, jornalista esportivo e comentarista programa de esportes Rádio Foot Internacional (RFI), comentou o feito do português.

“É realmente incrível. Em 2012, Lionel Messi tinha acabado de vencer sua quarta Bola de Ouro e poucos poderiam imaginar que Cristiano Ronaldo iria diminuir e até igualar essas conquistas. Ganhar uma já é difícil, é preciso ser muito bom, estar no clube certo e no momento certo. É verdade que estando no Real Madrid, você tem mais chances de ganhar do que o contrário. E o que o valorizou também foi a vitória na Eurocopa em 2016 com a seleção de Portugal que também permitiu que ele ganhasse uma Bola de Ouro. Nós conhecemos seu talento e seu potencial, mas vê-lo fazer essa remontada diante de um fenômeno como Lionel Messi, acho que temos o direito de não gostar do Cristiano Ronaldo, temos o direito de dizer que não é nosso jogador preferido, mas é impossível não respeitar um jogador dessa dimensão e com essa carreira”.  

Cristiano Ronaldo se tornou o primeiro jogador a marcar em todos os jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões. Reuters/Juan Medina

Objetivo: 7 Bolas de Ouro

Cristiano Ronaldo ainda segue com muita sede de gols, títulos e troféus coletivos e individual. O jornalista Marco Martins, autor de uma biografia sobre o atacante português nascido há 32 anos na Ilha da Madeira, explica que o craque quer chegar a um número mítico.  

“Em entrevista ao jornal esportivo francês L’Équipe, o português confessou que queria chegar a 7 Bolas de Ouro. Esse número é sobretudo um marketing, ele tem o CR7, uma marca que desenvolveu em volta desde número fetiche”, diz.

Mas para tingir seu grande objetivo, ele conta com sua própria determinação e consciência do que precisa trabalhar.

“A força do Cristiano Ronaldo é o físico. Como talvez não tenha tanto talento puro como um jogador como Messi ou mesmo Neymar, ele sabe que tem que trabalhar outra coisa , que é o físico. Ele não quer nunca estar lesionado, estar sempre presente dentro das quatro linhas para continuar a marcar. Marcando, faz a equipe ganhar, títulos, troféus e só assim ele pode conquistar Bolas de Ouro”, explica.

Cristiano Ronaldo pode coroar ainda com mais brilho a temporada se levar o Real Madrid a faturar no Mundial de Clubes, em Dubai, mais um título de campeão mundial de clubes com o time que garantiu seu nome no panteão da história do futebol.

Observatório do futebol: jogador mais caro do mundo, Neymar vale € 213 milhões

Nantes pode ficar entre os cinco do campeonato francês, acreditam brasileiros do time

Polêmicas de Neymar com PSG geram “apoio total” da seleção brasileira

“Jogadores sabem que clássico contra Olympique é especial”, diz treinador do PSG

A “fábrica” de campeões olímpicos da França prepara geração para 2024

Handebol feminino do Brasil: amistosos contra a França testam nível da seleção para Mundial

PSG de Neymar e Mbappé deixou campeonato francês desnivelado, dizem brasileiros do Lyon

Um ano depois, especialistas analisam o legado dos Jogos Olímpicos do Rio