rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Esportes
rss itunes

Thiago Silva dedica título do PSG da Copa da Liga ao treinador Unai Emery

Por Elcio Ramalho

Capitão do Paris Saint-Germain, Thiago Silva mostrou toda a sua solidariedade com Unai Emery, ao dedicar a conquista do troféu da Copa da Liga francesa na noite deste sábado (31), em Bordeaux, ao técnico espanhol. Na saída do estádio Matmut Atlantique, o zagueiro deixou claro que o treinador é alvo de uma grande injustiça ao ser considerado o principal culpado pela eliminação do PSG nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, após duas derrotas para o Real Madrid.

Enviado especial a Bordeaux,

“Eu, como capitão, tenho que defender as pessoas que estão sendo atacadas”, disse Thiago, fazendo questão de lembrar que  também passou por uma dificuldade semelhante. Ele diz ter sido considerado o principal responsável pela derrota do PSG para o Barcelona na Liga dos Campeões da temporada passada.

Na ocasião, o clube francês deixou a competição após ser humilhado por 6 a 1 pelo time catalão. “A responsabilidade caiu toda em cima de mim. Quando você tem uma profissão dessa, que não é individual, é coletiva, você tem que dividir as responsabilidades”, desabafou.  

Thiago, que ficou de fora do jogo de ida contra o Real em Madri por opção tática de Unai Emery, não deixou de criticar o treinador, mas considera mais adequado dividir o fracasso com os jogadores que estiveram dentro de campo. “Dizem que a culpa é toda dele, mas a culpa também é dele assim como nossa como jogadores. Não é legal apontar o dedo apenas para uma pessoa sendo que todas estavam cientes das dificuldades dessa eliminação”, ponderou.

O confronto conta o Mônaco, vencido por 3 a 0, foi considerado o último grande desafio de Emery antes de deixar o clube parisiense. O PSG ainda disputa outros dois títulos, o do campeonato francês, praticamente garantido pela confortável liderança na competição, e a Copa da França, que tem entre os semifinalistas equipes de menor expressão no futebol francês.

O treinador espanhol do PSG, Unai Emery, durante jogo contra o Mônaco no final da Copa da Liga francesa. Foto: Reuters

Boatos sobre novo treinador atrapalham

Os olhares agora se voltam para o futuro do clube, que segundo a imprensa esportiva francesa, estabeleceu como prioridade a contratação de um nome de peso para comandar o PSG na próxima temporada. Com os dias contados em Paris, Emery pode se sentir ao menos respaldado pelo capitão do time até o final.

“Começam a chegar informações sobre um novo treinador. Isso, consequentemente, atrapalha de alguma forma o nosso trabalho. Não é porque você perdeu um título importante que está tudo errado. Temos que ter cabeça fria. Hoje (sábado à noite) demos uma demonstração coletiva e conquistamos mais um título importante, e ainda temos dois pela frente”, ressaltou.

Thiago Silva, 33 anos, deixou mais uma vez claro que pretende continuar defendendo as cores do PSG até o término de seu contrato, em 2020, para só depois pensar no seu futuro.

A hipótese do clube parisiense atrair o brasileiro Fabinho para a equipe ainda não está configurada, como vem especulando a imprensa esportiva francesa há vários meses. Na saída do estádio depois da derrota para o PSG, o volante do Mônaco negou que esteja negociando com o time da capital.   

“Não teve nenhum contato ainda. Nenhuma equipe veio me buscar ainda. Neste momento, estou concentrado em terminar bem minha temporada no Mônaco. E quando chegar o momento certo, se tiver que sentar com o clube para estudar propostas, estudaremos”, afirmou.

Lutadora brasileira de 17 anos faz história no Mundial juvenil na Hungria

“Gostaria que não fosse necessário um time gay”: jogadores se unem contra o preconceito

Morte de jovem jogador de rúgbi reacende o debate sobre comoções cerebrais na França

Vitória na Copa deve aumentar número de inscritos em clubes amadores de futebol na França

Rússia é eliminada, mas turistas elegem donos da casa como “campeão da Copa”

Foco, confiança e boa noite de sono deram a Simona Halep o sonhado troféu de Roland Garros

Participação brasileira no torneio juvenil de Roland Garros é histórica

Didier Deschamps confia nos jovens da seleção francesa para surpreender na Copa

"Adoraria ser treinador do Neymar", diz Thiago Motta após despedida como jogador

"Temos qualidade para chegar à final da Liga Europa", diz brasileiro do RB Salzburg