rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Corrida Fórmula 1 China Austrália

Publicado em • Modificado em

Ricciardo surpreende na pista e vence GP da China de Fórmula 1

media
O australiano Daniel Ricciardo durante uma parada no box para troca de pneus no GP da China. REUTERS

Daniel Ricciardo (Red Bull) conquistou uma vitória inesperada no Grande Prêmio da China de Fórmula 1, disputado neste domingo (15) em Xangai. O piloto australiano fez uma corrida de recuperação e obteve a sexta vitória da carreira na principal categoria do automobilismo mundial.


Os finlandeses Valtteri Bottas (Mercedes) e Kimi Raikkonen (Ferrari) completaram o pódio na segunda e terceira posições, respectivamente. Já os favoritos ao título Lewis Hamilton (Mercedes) e Sebastian Vettel (Ferrari) terminaram, pela ordem, na quarta e na oitava colocação.

A corrida foi decidida após uma batida entre os dois pilotos da Toro Rosso, o francês Pierre Gasly e o neozelandês Brendon Hartley, na 31ª volta. Foi necessário o uso do carro de segurança, que aproximou Ricciardo, então sexto colocado, dos pilotos que lideravam a prova.

A vitória confirmou a vocação do australiano em sair de situações adversas no gride de largada. Ricciardo nunca largou entre os três primeiros nas seis vezes que subiu no degrau mais alto do pódio, sempre fazendo corridas de recuperação. Ele surpreendeu com o primeiro lugar, ainda mais depois de sofrer durante os treinos qualificatórios em que precisou trocar o motor de seu carro.

O espanhol Fernando Alonso (McLaren-Renault) terminou em sétimo lugar, após bela ultrapassagem sobre Vettel na penúltima volta. O alemão foi tocado pelo holandês Max Verstappen (Red Bull) durante a 43ª volta, complicando as chances de recuperação. O jovem piloto da Red Bull foi punido com 10 segundos.
   
Classificação final do Grande Prêmio da China:
   
   1. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer)
   os 305,066 km em 1 h 35:36.380
   (velocidade média: 191,451 km/h)
   2. Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) em 8.894
   3. Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari) em 9.637
   4. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) em 16.985
   5. Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer) em 20.436
   6. Nico Hülkenberg (ALE/Renault) em 21.052
   7. Fernando Alonso (ESP/McLaren-Renault) em 30.639
   8. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) em 35.286
   9. Carlos Sainz Jr (ESP/Renault) em 35.763
   10. Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari) em 39.594
   11. Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes) em 44.050
   12. Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) em 44.725
   13. Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Renault) em 49.373
   14. Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes) em 55.490
   15. Sergey Sirotkin (RUS/Williams-Mercedes) em 58.241
   16. Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari) em 1:02.604
   17. Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari) em 1:05.296
   18. Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso-Honda) em 1:06.330
   19. Charles Leclerc (MON/Sauber-Ferrari) em 1:22.575
   20. Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Honda) em 5 tours
   
Volta mais rápida: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer) 1:35.785 na 55ª volta (média: 204,871 km/h)

Abandonos:
Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Honda): problema mecânico na 51ª volta
   
Classificação de pilotos:
   1. Sebastian Vettel (ALE) 54 pts
   2. Lewis Hamilton (GBR) 45
   3. Valtteri Bottas (FIN) 40
   4. Daniel Ricciardo (AUS) 37
   5. Kimi Räikkönen (FIN) 30
   6. Fernando Alonso (ESP) 22
   7. Nico Hülkenberg (ALE) 22
   8. Max Verstappen (HOL) 18
   9. Pierre Gasly (FRA) 12
   10. Kevin Magnussen (DIN) 11
   11. Stoffel Vandoorne (BEL) 6
   12. Carlos Sainz Jr (ESP) 3
   13. Marcus Ericsson (SUE) 2
   14. Esteban Ocon (FRA) 1
   
Classificação de construtores:
   1. Mercedes 85 pts
   2. Ferrari 84
   3. Red Bull 55
   4. McLaren-Renault 28
   5. Renault 25
   6. Toro Rosso-Honda 12
   7. Haas 11
   8. Sauber 2
   9. Force India 1