rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Publicado em • Modificado em

Rodrigo Koxa bate recorde mundial por "domar" maior onda da história do surf

media
Rodrigo Koxa "domou" a maior onda já surfada até hoje. Reprodução/Facebook

A façanha foi realizada dia 8 de novembro de 2017, mas o prêmio foi anunciado neste domingo (29) pela Liga Mundial de Surfe (WSL) e consagrou um brasileiro. Rodrigo Koxa bateu o recorde e surfou a maior onda já registrada até hoje. Já o fluminense Lucas Chumbo faturou o prêmio de melhor performance da temporada de 2017. 


As imagens são impressionantes e fazem a volta do mundo neste domingo. No vídeo, Rodrigo Koxa aparece surfando uma onda de 24,38 metros. As imagens foram registradas em 8 de novembro em Nazaré, oeste de Portugal. 

O surfista paulistano de 38 anos bateu o recorde de Garrett McNamara por 61 centímetros e abocanhou o "WSL Big Wave Awards 2018". Em novembro de 2011, o americano surfou uma onda de 23,77 metros. 

Em uma mensagem no Facebook, Koxa comemorou o prêmio. "Obrigado a todos pelo suporte, vocês me ajudaram a acreditar que era possível (...)  Sonho concretizado de vencer XXL2018, e agora em mãos o novo recorde mundial da maior onda surfada da história", publicou o paulistano. 

A Liga Mundial de Surfe vai premiar Koxa com US$ 25 mil (cerca de R$ 86,5 mil).

Melhor performance masculina

Outro brasileiro premiado no "WSL Big Wave Awards" foi Lucas Chumbo, que ficou com o prêmio de melhor performance masculina. Natural de Saquarema (RJ), ele foi selecionado com base no conjunto de seu trabalho em 2017. 

Pela façanha, o surfista de 22 anos vai embolsar US$ 20 mil (cerca de R$ 69 mil).