rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Futebol PSG Copa da França

Publicado em • Modificado em

PSG vence "azarão" Les Herbiers e conquista Copa da França com Neymar na festa

media
Jogadores do PSG comemoram o primeiro gol da equipe na vitória de 2 a 0 na final da Copa da França contra o Les Herbiers. 08/05/2018 Foto: Reuters

Com uma vitória previsível e sem brilho, o Paris Saint-Germain conquistou o título de campeão da Copa da França ao vencer nesta terça-feira (9) o Les Herbiers por 2 a 0 no Stade de France. O troféu, o 12° da competição e o quarto consecutivo, marca o domínio total do time parisiense no futebol francês nesta temporada. Neymar participou da festa em campo.


Do Stade de France, em Seine Saint-Denis,

Com o presidente francês Emmanuel Macron nas arquibancadas, assim como o atacante Neymar, que se recupera de uma lesão no pé, o PSG ergueu o último titulo em disputa, após a conquista antecipada do campeonato francês e da Copa da Liga.

Na véspera da partida, em uma conferência de imprensa, o treinador do clube da terceira divisão francesa admitiu que seu time tinha “zero” chances de vencer o atual campeão e a maior potência do futebol francês. 

O milagre não aconteceu como esperavam os torcedores da pequena cidade do oeste da França, de 17 mil habitantes. Milhares deles coloriram as arquibancadas do estádio de vermelho e branco, e incentivaram orgulhosamente o time, que ainda luta para não cair para a quarta divisão, pela surpreendente campanha na 101ª edição da Copa da França.  

O confronto na final confirma o charme e o apelo de uma competição que muitos consideram imprevisível e única capaz de colocar frente a frente na disputa pelo troféu de campeão um time amador e o maior clube do país.

Na história recente do torneio centenário, vários clubes de fora da elite do futebol francês conseguiram a façanha de disputar o troféu mas nenhum deles saiu consagrado em campo. O ultimo deles foi o Quevilly, em 2012, derrotado na final pelo Lyon (1-0).

Gols e fim do suspense

Em menos de 10 minutos, a equipe parisiense já havia atingido duas vezes a trave em jogadas inspiradas de seus atacantes. Les Herbiers mostrava garra na defesa, seu grande trunfo, mas poucas vezes avançou no campo adversário, fazendo do goleiro parisiense Trapp um mero expectador da partida.

Só aos 25 minutos o PSG chegou ao primeiro gol com uma jogada individual do argentino Lo Celso, que acertou um chute de fora da área, sem chances para o goleiro Pichot.

No segundo tempo, o PSG chegou a ampliar e comemorar um segundo gol com o Mbappé, mas após verificação com a arbitragem de video, o juiz anulou alegando mão no lance.

Sufocando o adversário, o PSG criou boas jogadas, mas parou nas boas defesas do goleiro Pichot, um dos destaques da partida. Foi ele, no entanto, que derrubou Cavani na área, provocando um pênalti. O próprio uruguaio bateu com chute forte, ampliando o placar aos 29 minutos, não deixando mais margem de suspense no jogo.

O Les Herbiers manteve viva as esperanças da torcida com investidas no ataque, mas sem levar muito perigo. O apito final levou Neymar e outros companheiros a pisar no gramado do Stade de France para festejar o novo título.

O atacante vestiu sua camisa 10 e participou da entrega do troféu, das medalhas, pousou para fotos com a taça e deu volta ao campo para celebrar com os torcedores.

Mais festa no sábado

Depois do título da Copa da França, o 12° da história do clube na competição em 19 finais disputadas, o PSG se prepara para uma grande festa programada no próximo sábado quando irá enfrentar o Rennes na penúltima rodada do campeonato francês.

A última partida do time Parque dos Príncipes será a ocasião para comemorar a conquista do campeonato francês por antecipação e também marcar a despedida de Thiago Motta, que se aposenta dos gramados no final da temporada. Aos 35 anos, o ítalo-brasileiro receberá uma homenagem do clube, mas ele já anunciou que continuará no clube como treinador das equipes de base do Paris Saint-Germain.