rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Seleção brasileira Copa do mundo Neymar México

Publicado em • Modificado em

"Neymar retomou seu nível máximo", diz Tite na véspera de jogo contra México

media
Tite e Neymar durante o treino da seleção brasileira em Samara. Foto: Reuters

O treinador Tite confirmou a informação na tarde deste domingo (1), após ter comandado o treino, na Arena Samara, da equipe titular que irá enfrentar o México pelas oitavas de final da Copa. Ele indicou que o camisa 10 da seleção voltou ao seu “nível máximo”.


Apesar da volta aos treinos de Marcelo, que se recuperou de um espasmo na musculatura da coluna, o treinador decidiu manter Filipe Luís na lateral esquerda. Tite revelou ter tido uma conversa com Marcelo depois do treino e ter avaliado junto com ele a necessidade de contar com um jogador preparado 100% fisicamente para enfrentar os mexicanos.

Mesma avaliação para Danilo, que está à disposição da comissão técnica, mas perdeu a vaga de titular para Fagner. “O Fagner entrou muito bem e teve um desempenho de alto nível em jogos decisivos”, justificou.        

Questionado sobre sua previsão de que Neymar estaria em sua “plenitude” a partir das oitavas de final, Tite foi categórico e respondeu entusiasmado: “Neymar jogou muito. Nós sabemos o preço que ele pagou para retornar ao nível. Ele retornou ao nível máximo dele”.

A comissão técnica avaliou bastante o México e diz ter adotado diferentes táticas para não ser surpreendido por um freguês de Copas. As duas seleções já se encontram quatro vezes na competição e o Brasil continua invicto com três vitórias e um empate sem gols no Mundial de 2014.  

Sem olhar as estatísticas do passado, Tite disse esperar do Brasil a mesma atuação do último jogo contra a Sérvia. “A minha expectativa é repetir o mesmo padrão de jogo, ou melhor, do jogo anterior”, avisou, falando em apenas "alguns ajustes" diante do primeiro adversário na fase do mata-mata.

Além de várias estratégias táticas, a delegação também se preparou até para evitar uma desidratação excessiva dos jogadores, já que a previsão é de que a partida seja realizada sob um calor acima de 35 graus.  

“Melhor equipe do mundo”

Com muitos elogios para a seleção brasileira, o treinador do México, Juan Carlos Osorio, disse que sua equipe está preparada para enfrentar uma seleção que tem laterais que “atacam como poucos”, um sólido sistema defensivo e um ataque com jogadores de nível altíssimo.  

“Espero que meus homens assumam o peso emocional dessa partida e que joguemos de igual para igual com uma equipe que é a melhor do mundo neste momento”, afirmou.

Consciente de que o favoritismo está do lado do adversário, Osorio reforçou: “É uma oportunidade para o futebol mexicano enfrentar nas oitavas de final a melhor equipe do mundo”.