rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Seleção brasileira Copa do mundo Neymar

Publicado em • Modificado em

Melhor em campo contra o México, Neymar diz não ligar para críticas

media
Neymar, autor de um dos gols da seleção contra o México. REUTERS/Grigory Dukor

Eleito pela Fifa melhor jogador no jogo do Brasil sobre o México, Neymar comandou a vitória de 2 a 0 que garantiu a classificação à próxima fase. O camisa 10 abriu o placar, participou do lance que resultou no gol de Firmino, mas foi também alvo de polêmica pelo comportamento dentro de campo.


Neymar tem evitado falar com a imprensa após as partidas da seleção. Falou com os jornalistas apenas no primeiro jogo, o de estreia contra a Suíça. Mas na condição de “Man of the match”, teve que encarar de novo a imprensa.

Primeiro, elogiou o goleiro Ochoa, autor de belas defesas do ataque brasileiro: “Ele é um grande goleiro, todos sabem da qualidade que tem. Mas eu não desisto nunca, sou brasileiro. Foi um gol de vontade, de percepção, de estar ligado na partida, e consegui empurrar a bola para dentro”.

Ao ser questionado sobre as declarações do treinador do México, Juan Carlos Osorio, de que a arbitragem teria favorecido ao Brasil e considerou “uma vergonha” a interrupção por quatro minutos devido a um “pisão” sofrido por Neymar por um jogador mexicano, Tite tomou a palavra e impediu o atacante de responder, alegando uma hierarquia no tratamento da informação: “Técnico responde a técnico, jogador responde a jogador”, justificou.

"Não ligo para crítica"

A estratégia da comissão técnica de “blindar” Neymar não o impediu de exprimir sua posição sobre as críticas que recebe, especialmente por cair demais no campo. “É mais para minar do que para qualquer outra coisa. Eu não ligo muito para a crítica, às vezes nem mesmo para o elogio, porque isso pode influenciar de alguma coisa a cabeça do atleta”, afirmou.

Neymar também explicou que nos últimos jogos não tem falado com a imprensa para evitar “polêmicas”. “Tem muita gente falando, e uns se alteram. Não sei se querem aparecer ou querem falar. Eu só tenho que jogar futebol, ajudar meus companheiros e a equipe. Eu vim aqui para ganhar, espero que eu posso melhorar cada vez mais”, disse.

O grande astro da equipe, que marcou seu segundo gol na competição e divide a artilharia da seleção com Coutinho, confirmou ter encontrado seu melhor nível.   

“Eu sabia que ia precisar de ritmo para voltar ao meu nível normal. Hoje eu já me sinto muito melhor. Eu estou muito feliz pela partida de hoje, não apenas individualmente, mas o principal foi toda a equipe. A gente está melhorando cada vez mais”, concluiu.