rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Publicado em • Modificado em

“Neymar não é um ator”, diz artilheiro belga que espera fazer a diferença contra o Brasil

media
Romelu Lukaku comemora um de seus quatro gols marcados na Copa do Mundo. REUTERS/Marcos Brindicci

A Bélgica conta com o atacante Lukaku assim como o Brasil espera de sua estrela Neymar. Vice-artilheiro da competição, ele acredita que pode fazer a diferença na partida desta sexta-feira (6), valendo vaga para a semifinal da Copa.


Enviado especial a Kazan,

Aos 25 anos, Romelu Lukaku se destaca não apenas pelos gols, mas pelo trabalho que vem ajudando seu time a avançar no Mundial. Contra o Brasil, equipe considerada a grande favorita pelo atacante, ele acredita nas chances dos “Diabos Vermelhos”.

“Nós melhoramos, tanto no plano individual como coletivo. Para nós será um teste, nós vamos jogar contra o melhor time do torneio, o grande favorito. Para nós será um bom teste para ver em que nível estamos como equipe”, ressalta.

Lukaku considera o jogo contra a seleção uma referência para sua equipe: “Sabemos que não será fácil, mas temos qualidade para fazer a diferença”, aposta.  

Defesa de Neymar

Questionado se considera Neymar um jogador "mais ator do que habilidoso", Lukaku não pestanejou e respondeu em português: “Habilidoso. Para mim, o Neymar não é um ator porque os jogadores que jogam contra ele são mais duros. Ele tem qualidades que não são normais, e penso que no futuro ele será o melhor jogador do mundo. Estou feliz de jogar contra ele”, completou.

Lukaku assume o papel de equipe “outsider” no confronto de amanhã, mas diz que os jogadores estão sabendo gerenciar bem a pressão.

“Este será um jogo para aproveitar e espero fazer o máximo para o nosso país e tentar vencer para ir o mais longe possível no torneio”, declarou.