rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Esporte Futebol Bélgica Inglaterra Copa do mundo

Publicado em • Modificado em

Bélgica vence Inglaterra e fica em terceiro na Copa

media
A Bélgica levou o terceiro lugar na Copa do Mundo da Rússia após bater a Inglaterra por 2 a 0. REUTERS/Toru Hanai

Carrascos do Brasil, os belgas venceram neste sábado (14), em São Petersburgo, a Inglaterra por 2 a 0 e terminaram a Copa com a medalha de bronze. Esta foi a melhor colocação da história dos Diabos Vermelhos na competição, superando o quarto lugar de 1986.


Do enviado especial à Rússia,

A disputa pelo terceiro lugar foi o segundo encontro da Bélgica e da Inglaterra na competição. Na primeira fase, os dois times se enfrentaram na última rodada e a Bélgica venceu por 1 a 0, terminando em primeiro lugar no grupo G. O resultado encerra a melhor campanha do país na competição, que teve a vitória contra o Brasil nas quartas de final um dos momentos mais importantes da trajetória.

Os Diabos Vermelhos também terminam uma campanha bem sucedida, marcada pela força ofensiva do time que fez 16 gols no total.

A Inglaterra, que perdeu da Croácia na semifinal, termina a Copa na Rússia com a mesma colocação do Mundial de 1990. O capital e centroavante Kane foi o artilheiro com seis gols.

Bélgica impressiona desde o início

O gol da Bélgica saiu logo no início da partida, aos 4 minutos, com Thomas Meunier, que voltou ao time depois de cumprir suspensão automática contra a França na semifinal.

A ação começou com um longo lançamento do goleiro Courtois. A bola chega a Lukaku que serviu Chadli pela esquerda e no cruzamento rasteiro, o lateral direito do PSG apareceu rápido para abrir o placar. Foi o primeiro gol de Meunier na Copa e ele se tornou o décimo jogador belga a marcar na competição. Apesar de mais posse de bola, os ingleses pouco assustaram o gol adversário.

No segundo tempo, os ingleses foram mais ofensivos, e tiveram uma grande oportunidade com Dier. O volante defensivo ficou de frente para Courtois, tocou por cima do goleiro, mas Anderweireld evitou a entrada da bola.

Os belgas, exploraram um de seus pontos fortes na competição, os contra-ataques, e teve várias chances de ampliar. Em deles, Thomas Meunier acertou um belo sem pulo cruzado, mas o goleiro inglês defendeu bem.

Minutos depois, Eden Hazard não desperdiçou nova oportunidade. Aos 36 minutos, depois de bela assistência de De Bruyne, ele acelerou para dentro da área e chutou à direita de Pickford.

Hazard, envolvido em sete gols da equipe, fez história com a Bélgica e é um dos candidatos a melhor jogador do Mundial.