rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Catherine Ashton Kosovo Sérvia União Europeia

Publicado em • Modificado em

Violência no Kosovo preocupa União Europeia

media
Violência tomou conta da fronteira entre a Sérvia e o Kosovo desde segunda-feira. Reuters

A União Européia criticou os incidentes violentos registrados desde o início da semana no norte do Kosovo, onde postos na fronteira com a Sérvia foram alvo de ataques. A região, de maioria sérvia, ainda não reconhece a independência dos kosovares, proclamada em 2008.


Bruxelas considerou “inaceitável” a violência que tomou conta do norte do Kosovo desde segunda-feira. “Eu condeno a violência que surgiu na região”, disse a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton. Desde segunda-feira, quando Pristina tentou tomar à força os postos policiais na fronteira com a Sérvia, as tensões aumentaram entre os dois territórios.

Nesta quarta-feira uma das bases da polícia foi incendiada. A televisão local divulgou imagens de dezenas de jovens encapuzados lançando coquetéis Molotov nos postos da fronteira. Um policial kosovar foi morto à tiros.

Catherine Ashton disse que pretende telefonar para o presidente sérvio Boris Tadic e para o primeiro-ministro kosovar, Hashim Thaçi, para exprimir sua preocupação. “É fundamental que as duas partes retomem o diálogo e que resolvam suas questões pendentes sem demora”, alertou a chefe da diplomacia do bloco.

A região, de maioria sérvia, ainda não reconhece a independência do Kosovo, proclamada em 2008. Belgrado impôs um embargo sobre os produtos kosovares desde a proclamação da independência.